UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/11/2009 - 16h33

Em dia de pessimismo na Europa, Bolsa de Lisboa cai 2,10%

Lisboa, 26 nov (Lusa) - O indicador PSI-20, o principal da Bolsa de Lisboa, fechou nesta quinta-feira com queda de 2,10%, até 8.287,26 pontos, seguindo os mercados europeus e com todas as ações registrando perdas.

Os 20 títulos que compõem o índice fecharam com perdas, oscilando entre os 4,34% da Mota-Engil e os 0,63% da Portugal Telecom, em um dia no qual foram negociados 39 milhões de papéis, totalizando 95,9 milhões de euros.

Apesar de negociar em terreno negativo, a Bolsa teve uma performance relativamente melhor que os demais mercados europeus, que caíram mais de 3%, influenciados pelas notícias sobre os problemas da dívida em Dubai.

As perdas foram lideradas pela Mota-Engil, cujas ações despencaram 4,34%, até 3,90 euros, depois de a empresa ameaçar interromper as obras do Pinhal Interior e processar o Estado português. Suas concorrentes acompanharam a queda, com a Soares da Costa e a Teixeira Duarte caindo 1,64% e 3,04%, respectivamente.

No setor bancário, o BES (que tem o Bradesco como acionista) e o BPI recuaram 3,53% e 3,68%, para 4,65 e 2,22 euros, respectivamente. O BCP (maior banco português) seguiu a tendência e teve perdas de 3,03%, para 0,89.

O segmento energético foi um dos que puxou em baixa a Bolsa, com a EDP e a EDP Renováveis perdendo 1,87% e 1,96%.

A Galp Energia teve desvalorização de 1,28%, em um dia em que o preço do barril do petróleo nos mercados internacionais caiu mais de 1,50%. Já a Altri liderou as baixas entre as empresas que cotam no segmento de papel, ao cair 2,79%, até 3,725 euros.

A Cimpor, por sua vez, teve queda de 3,10%, apesar de ter reportado um lucro de 177,8 milhões de euros, superior aos 169 milhões de euros previstos pelos analistas.
Hospedagem: UOL Host