UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

29/11/2009 - 20h13

Ibero-América deve erigir novo modelo econômico, diz líder

Lisboa, 29 nov (Lusa) - O secretário-geral ibero-americano, Enrique Iglesias, defendeu neste domingo um compromisso com a inovação e o conhecimento como instrumentos para combater a crise, e pediu uma cooperação cada vez mais estreita e intensa no espaço ibero-americano.

Para isso, porém, a Ibero-América deve aprender com os pontos positivos e negativos do que aconteceu no passado para "construir novos modelos econômicos que comecem por uma verdadeira revolução qualitativa", em setores como educação, ciência e tecnologia.

Iglesias discursava na cerimônia oficial de abertura da 19ª Cúpula Ibero-americana, que acontece em Lisboa até esta terça-feira. O evento foi realizado em Belém.

Sobre o tema central do encontro, a inovação e o conhecimento, Iglesias destacou que mais do que lançar novos produtos ou os últimos avanços tecnológicos, a inovação "é um fator crítico para o desenvolvimento", capaz de "sustentar ciclos prolongados de crescimento e de soluções para as prementes necessidades sociais do presente".

"Uma inovação que se projeta no aspecto social através da criatividade e da participação dos seus cidadãos. Uma iniciativa que denota a eficiência do Estado", disse.

Reinventar negócios, novos processos e metodologias de trabalho, apostar em mais cooperação em campos como a pesquisa aplicada e a inovação tecnológica, disse, são vitais "para sair da crise atual".

Para isso, é fundamental "criar uma cultura da inovação" e promover uma "grande aliança entre governos, setor privado e conhecimento", com uma "renovada capacidade de diálogo", moderno, construtivo e fluido.

"É a grande oportunidade. A comunidade Ibero-americana tem uma oportunidade única", disse Iglesias, lembrando que a região já representa "o equivalente a 40% do grande mercado dos Estados Unidos".

Iglesias destacou o impacto da crise nas nações ibero-americanas, mas, ao mesmo tempo, lembrou que a imprevisibilidade da crise deu lugar "às surpresas dos sinais de recuperação, especialmente nos países desenvolvidos".

Agora, disse, nasce uma "nova arquitetura financeira", que responderá, em parte, "a mudanças profundas na economia mundial, com a presença dos países emergentes", incluindo da América Latina.

Direitos humanos

Em sua mensagem, o secretário-geral ibero-americano lamentou ainda que a população de El Salvador tenha sido afetada, este ano, por vários desastres naturais.

Entre outras questões, ele destacou os esforços para combater a violência de gênero no espaço ibero-americano, especificamente através da campanha Maltratozero.

Uma iniciativa lançada recentemente e que aposta "na erradicação desta chaga humana que mina os direitos fundamentais das pessoas, atenta contra a dignidade das mulheres e envenena a convivência".

A cerimônia ocorreu junto à Torre de Belém, próximo do monumento dos descobrimentos, local que marca, como explicou Iglesias, o lançamento "dos alicerces da construção institucional desta Comunidade Ibero-Americana".

Considerando a cúpula do Estoril "mais uma prova do compromisso português para com o projeto ibero-americano, Iglesias ressaltou o sucesso da integração portuguesa no espaço europeu, bem como os vínculos que Portugal consolidou com a África e com a América Latina.

Na agenda de discussão também consta a questão das mudanças climáticas e a cúpula, destacou Iglesias, deve terminar com "a firme determinação de assumir compromissos" no uso sustentável de recursos e na proteção ambiental.

Depois de 18 cúpulas e de quatro anos de funcionamento da Secretaria-Geral Ibero-Americana (Segib), o responsável considera que, apesar dos avanços, "muito continua ainda por fazer".

Questões como aprofundar a cooperação e projetar a Ibero-América em um mundo "multilateral, mais justo e ordenado", com uma aposta que "deixe para trás os desencontros políticos" e fomente o diálogo.

O secretário-geral ibero-americano terminou afirmando "confiar no rápido reencontro da família hondurenha dentro da ordem constitucional".
Hospedagem: UOL Host