UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

21/12/2009 - 10h20

Bruxelas decreta fim da recessão na zona do euro

Bruxelas, 21 dez (Lusa) - A recessão acabou na região de moeda única, segundo o relatório trimestral divulgado nesta segunda-feira pela Comissão Europeia, que aponta para um crescimento da economia pela segunda vez consecutiva, agora de 0,4%.

"No terceiro trimestre, a economia da zona do euro cresceu 0,4% em relação ao trimestre anterior, o que marca o fim da recessão, após cinco trimestres negativos consecutivos", indica o relatório.

Bruxelas mantém a recomendação da necessidade de consolidação das finanças públicas portuguesas a médio prazo.

Por outro lado, a Comissão Europeia (órgão Executivo do bloco europeu) prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) dos 16 países da zona do euro, sofra, este ano, uma contração de 4%, segundo as previsões do Outono, o que representa a maior quebra na produção após a 2ª Guerra Mundial.

Bruxelas considera, no relatório, que a retoma da atividade na zona do euro reflete a melhoria da economia internacional, dos mercados financeiros e da confiança.

Entretanto, a Comissão Europeia frisa que as perspectivas se mantêm incertas "na medida em que a retoma é sustentada pelas ajudas massivas concedidas pelos estados e os bancos centrais em todo o mundo".

Estas ajudas serão reduzidas na medida em que o setor bancário recuperar.

A Comissão expressa ainda preocupação pelo crescimento, "ainda que mais moderado", do desemprego, que considera "uma fonte de inquietação social e econômica".

Hospedagem: UOL Host