UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

14/09/2009 - 11h51

Passo importante na pesquisa da osteoartrite: peptídeos de colágeno bioativos estimulam a regeneração do tecido cartila

MONTREAL e KIEL, Alemanha, 14 de setembro /PRNewswire/ -- Trabalhando em colaboração com a Universidade de Kiel, pesquisadores do Collagen Research Institute CRI (Instituto de Pesquisa do Colágeno) demonstraram o efeito estimulante de peptídeos de colágeno bioativos (FORTIGEL (R)) no contexto de experimentos celulares. Na semana passada o CRI apresentou as descobertas de sua pesquisa no congresso da Osteoarthritis Research Society International - OARSI (Sociedade Internacional de Pesquisa da Osteortrite em Montreal. As investigações da CRI proporcionaram uma explicação para as descobertas de uma experiência clínica conjunta conduzida pela Harvard Medical School e Tufts Medical Center -- tal como apresentada no congresso. Com o auxílio de técnicas (MRI) de imagem especial, essa experiência médica demonstrou que o FORTIGEL(R) estimula o metabolismo celular na cartilagem da articulação do joelho e promove a regeneração do tecido cartilaginoso.

Em cooperação com a Universidade de Kiel, os pesquisadores do CRI aplicaram métodos de estudo de biologia molecular e química de proteína diretamente  s células a fim de demonstrar o efeito estimulante do FORTIGEL(R). Produzido pela GELITA AG, este produto contém uma combinação especial de peptídeos de colágeno bioativos de alta pureza. "Em nossas investigações, demonstramos que -- juntamente com o colágeno Tipo II -- o FORTIGEL(R) induz a maior produção de aggrecan, um proteoglican especial que é de importância central   função da cartilagem", explica o Dr. Steffen Oesser, Diretor do CRI. Isso fornece uma prova experimental que a aplicação de peptídeos de colágeno bioativos estimula a síntese renovada da matriz cartilaginosa extracelular.

O experimento celular serve de base ao estudo clínico da Harvard/Tufts.

Os experimentos baseados em célula do CRI confirmam os achados de uma experiência clínica conduzida pela Harvard Medical School e o Tufts Medical Center. O CRI demonstrou claramente em nível celular que o FORTIGEL(R) causa um aumento no proteoglican. Anteriormente, a experiência clínica Harvard/Tufts havia provado o efeito regenerador do FORTIGEL(R) na cartilagem da articulação do joelho, utilizando uma técnica de imagem objetiva. Essas duas investigações complementam-se uma a outra. A experiência duplo cega e controlada por placebo da Harvard/Tufts envolveu 30 pacientes diagnosticados com osteoartrite do joelho e revelaram uma regeneração significativa do tecido cartilaginoso no grupo do FORTIGEL(R). No grupo placebo a degeneração da cartilagem evoluiu como antes. Para analisar as mudanças estruturais no tecido cartilaginoso, os pesquisadores da Harvard/Tufts empregaram uma técnica de imagem especial (dGEMRIC). Após a injeção de um corante especial no joelho do paciente, é possível determinar a densidade do proteoglican na cartilagem com um alto grau de precisão. Os resultados dessa experiência clínica indicam um aumento significativo no proteoglican após a aplicação de FORTIGEL(R). Isso fornece uma confirmação clínica para os achados do experimento do CRI. Tratamento da osteoartrite "A manipulação objetiva do metabolismo da cartilagem abre novas possibilidades para o tratamento e prevenção da osteoartrite", enfatiza o Dr. Oesser. Diferentemente das drogas analgésicas e antirreumáticas, que meramente aliviam os sintomas e efeitos, o FORTIGEL(R) oferece agora o potencial para uma terapia alimentar e causal. No mundo todo, aproximadamente 135 milhões de pessoas sofrem de osteoartrite. Especialistas prevêem um rápido aumento desses dados -- sobretudo nas nações industrializadas. A prevenção das doenças artríticas tem prioridade máxima, em especial pelos altos custos para os sistemas de saúde. Com sede em Kiel/Alemanha, o Collagen Research Institute (CRI) foi criado em 2003 como uma organização de pesquisa independente. As atividades do institut o estão centradas nas mudanças degenerativas do tecido conectivo e no desenvolvimento de terapias complementares e alternativas na área da osteoartrite, osteoporose e cura de ferimentos. Desde sua fundação, o CRI tem devotado atenção especial   investigação dos efeitos dos peptídeos de colagem na matriz extracelular da cartilagem articular. Collagen Research Institute Dr. Steffen Oesser Tel. +49-(0)431-56-06-610 Fax +49-(0)431-56-06-613 steffen.oesser@cri-mail.org FONTE Collagen Research Institute 14/09/2009 CONTATO: Dr. Steffen Oesser, Collagen Research Institute, +49-(0)431-56-06-610, Fax +49-(0)431-56-06-613, steffen.oesser@cri-mail.org

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host