UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/11/2009 - 15h53

GSMA lança Manifesto Verde para a indústria de telefonia móvel

- Ele delineia como a indústria de telefonia móvel pode baixar as emissões em outros setores em mais de 4.5 vezes a própria pegada ecológica HONG KONG, 18 de novembro /PRNewswire/ -- Hoje, no Congresso Ásia de Telefonia Móvel, a GSMA tornou público o Manifesto Verde da Telefonia Móvel, criado em colaboração com O Grupo do Clima. Rob Conway, CEO e membro do Conselho, GSMA, foi acompanhado no lançamento pelo Presidente da Telefonia Móvel da China Wang Jianzhou, Kevin Tao, CEO da Huawei Device, e Changhua Wu, Grande Diretora da China do Grupo do Clima, que delineou seus projetos ambientais existentes e metas para o futuro. O Manifesto Verde expõe como a indústria de telefonia móvel planeja diminuir suas emissões de gases estufa por conexão, e demonstra o papel chave que as comunicações móveis podem desempenhar na diminuição das emissões em outros setores e indústrias. Apresenta recomendações políticas específicas para governos e delegados presentes   Conferência da Mudança do Clima das Nações Unidas em Copenhagen (COP15), entre 7 e 18 de dezembro, para perceberem o pleno potencial que o papel das comunicações móveis podem desempenhar na redução das emissões de gases estufa. Através do Manifesto Verde, a indústria de telefonia móvel delineia seus objetivos: - Reduzir suas emissões totais globais de gases estufa por conexão[1] em 40% até 2020 comparado a 2009. Esta previsão cobre todas as emissões das fontes de energia sob o controle das operadoras móveis, incluindo o consumo de energia de rede de rádio, edifícios e consumo de energia e emissões de transporte.

- A indústria de telefonia móvel tem por objetivo o crescimento neutro em carbono. O número de conexões móveis deve crescer em 70% para 8 bilhões até 2020   medida que a indústria forma uma nova geração de redes banda larga móvel, trazendo milhões de pessoas para a economia de informação. Apesar desse crescimento, suas emissões locais permanecerão constantes em 245 mega-toneladas de dióxido de carbono equivalente (Mt CO2e) -- equivalente a 0,5%[2] das emissões globais totais em 2020, ou  s emissões de gases estufa da Holanda. - Trabalhar com vendedores de aparelhos telefônicos a fim de assegurar que a energia consumida por um típico aparelho telefônico, em espera e enquanto está em uso, seja reduzida em 40% até 2020. - Trabalhar com vendedores de equipamentos para assegurar que as emissões do ciclo de vida dos componentes de equipamentos de rede sejam reduzidas em 40% até 2020. "Com as corretas políticas públicas levadas a cabo, a indústria de telefonia móvel pode dar uma grande contribuição na luta contra o aquecimento global, diminuindo as emissões em outros setores em mais de 4,5 vezes a própria pegada ecológica, que corresponde a tirar um em cada três carros das ruas", afirmou Rob Conway, CEO e Membro do Conselho, GSMA. "A indústria de telefonia móvel poderia permitir reduções de emissão de gases estufa de 1.150 Mt CO2e em 2020 -- duas vezes as emissões atuais do Reino Unido. Estaremos apelando aos governos na COP15 para assegurar que as soluções móveis estejam na linha de frente da luta global para evitar a mudança climática e mitigar suas consequências". "Desperdício de energia é bem isso -- um desperdício. As tecnologias móveis estão na linha de frente de uma nova revolução de informação de energia e tem um papel importante para desempenhar, ajudando os indivíduos e negócios a cortarem suas emissões e economizarem dinheiro ao facilitar o monitoramento e gestão do uso da energia", afirmou Steve Howard, CEO, O Grupo do Clima. "Utilizando nossos telefones para reduzir a energia em nossas casas e escritórios, de carros elétricos e painéis solares, a máquinas de lavar, refrigeradores e televisores não é um bicho de sete cabeças e poderia logo tornar-se comum e simples como o envio de um texto". No Man ifesto Verde, a indústria de telefonia móvel apela aos governos para que determinem um sucessor ao Protocolo de Kyoto e estabeleçam um acordo mundial com objetivos de longo prazo para a redução das emissões de gases estufa. Acompanhadas de um novo tratado, as políticas de redução de emissões devem ser implementadas ou continuadas em um país, estado e/ou regionalmente. A cobertura de gases estufa e esquemas de comércio deveriam fornecer um preço de longo prazo estável e eficaz para o carbono, a fim de estimular a inovação e a economia verde. Conway acrescenta: "Globalmente, a indústria de telefonia móvel está avançando a passos largos, tentando aprimorar sua própria eficácia de energia e permitindo a outras indústrias a fazerem o mesmo. Conforme as descobertas de nossa pesquisa do Observatório Asiático demonstram, ao longo dos próximos cinco anos, um bilhão de conexões deve ser adicionado, no momento em que o mercado Ásia Pacífico está projetado para exceder os 3 bilhões de conexões em 2013. Parece, por isso, pertinente o lançamento do Manifesto Verde na região Ásia Pacífico, o maior mercado móvel mundial -- o qual possui o potencial de realizar tamanho e positivo impacto em termos do objetivo verde que nos esforçamos para alcançar".

Um vídeo de entrevista pode ser visto no Mobile World Live: http://www.mobileworldlive.com O relatório pode ser lido no site: http://www.gsmworld.com/greenmanifesto Sobre a GSMA A GSMA representa os interesses da indústria de comunicações de telefonia móvel no mundo inteiro. Com atividades em 219 países, a GSMA reúne mais de 800 operadoras de telefonia celular no mundo, bem como 200 empresas no ecossistema mais amplo da telefonia móvel, incluindo fabricantes de aparelhos telefônicos, empresas de software, fornecedores de equipamentos, empresas de Internet, e organizações de mídia e entretenimento. A GSMA é orientada   inovação, incubação e criação de novas oportunidades para seus membros, tudo isso com a meta final de direcionar o crescimento da indústria de comunicações por telefonia móvel.

Para maiores informações, por favor, visite o Mobile World Live, o novo portal online para a indústria das comunicações móveis, em http://www.mobileworldlive.com ou o website corporativo da GSMA em http://www.gsmworld.com ou contato abaixo. [1] As conexões não incluem Machine para o Machine SIMs [2] Estudo Irbaris analysis; SMART 2020, O Grupo do Clima e GeSI, 2008 Sobre o Grupo do Clima O Grupo do Clima (www.theclimategroup.org) é uma organização independente, sem fins lucrativos que trabalha internacionalmente com líderes de governo e de negócios para apresentar políticas e tecnologias inteligentes a fim de se reduzir emissões globais e acelerarem uma baixa economia de carbono. Sua coalizão mundial de empresas, estados, regiões e cidades ao redor do mundo reconhece os imperativos econômicos e ambientais de tomarem ações decisivas agora. O Grupo do Clima foi fundado em 2004 e possui operações na Austrália, China, Europa, Índia e América do Norte. FONTE GSMA 18/11/2009 CONTATO: GSMA: Richard Fogg: +44-7887-845-236; ou Daniel Lowther: +44-7747-636-687, press@gsm.org; ou para maiores informações, por favor entre em contato com Lauren Bird, Superintendente de Imprensa Sênior, The Climate Group, +44-(0)207-960-2982, lbird@theclimategroup.org

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host