UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/01/2010 - 17h18

Sistema municipal de Abu Dhabi lidera o crescimento responsável

Projetos de eficiência energética serão exibidos no Fórum Mundial de Energia do Futuro em Abu Dhabi ABU DHABI, Emirados Árabes Unidos, 18 de janeiro /PRNewswire/ -- Abu Dhabi, a capital dos Emirados Árabes Unidos (EAU), sediará o Fórum Mundial de Energia do Futuro (WFES - World Future Energy Summit), entre 18 e 21 de janeiro, reunindo especialistas internacionais que examinarão soluções sustentáveis para os desafios enfrentados por um mundo cada vez mais dependente da energia baseada em carbono. Porém, o próprio Emirado de Abu Dhabi é muito mais do que um local conveniente para o encontro do oriente com o ocidente. Abu Dhabi exemplifica muitas das questões que estão programadas para serem tratadas durante o WFES. Além de ser rico em produtos de consumo, de estar se expandindo rapidamente e de ser um significativo contribuinte para a base petrolífera mundial, o Emirado também enfrenta o desafio de sua localização no deserto, onde a água é escassa e o calor abrasador do verão exige grandes demandas por eletricidade para acionar os sistemas de ar condicionado. Intensamente cientes da necessidade de tratar destes problemas, as autoridades da cidade e municipais vem liderando diversas iniciativas com o objetivo de melhorar as credenciais de sustentabilidade de Abu Dhabi tornando-a, ao mesmo tempo, um das cidades líderes regionais, assegurando a sustentabilidade de seu rápido desenvolvimento.

A principal entre estas iniciativas é a introdução de códigos líderes mundiais para a construção de prédios. Desenvolvidos juntamente com o Conselho de Códigos Internacionais (ICC - International Code Council), os códigos irão obrigar as construtoras a construírem prédios com considerações específicas para com a eficiência da energia e da água, além de fácil acessibilidade, parâmetros sísmicos, e melhoria da segurança contra incêndios, entre outras características. Os códigos exigem que os materiais e isolamentos façam o melhor uso possível das temperaturas flutuantes do deserto para redução da devoradora dependência de energia dos sistemas de ar condicionado.

Os especialistas do Departamento de Assuntos Municipais da cidade calculam que os Códigos para Conservação de Energia de Abu Dhabi permitirão que as construções se enquadrem aos rigorosos limites de consumo de energia estabelecidos pelas Nações Unidas para climas extremamente quentes que incluem 96 kWh/m2/pa para edifícios de escritórios[1]. "Abu Dhabi está pronta para expandir-se rapidamente durante a próxima década e precisamos gerenciar este crescimento com o devido respeito não somente pelo nosso próprio uso eficiente da energia, mas também pelo que isso significa para o meio ambiente de forma mais ampla. Estes códigos são um verdadeiro reconhecimento disso", disse Sua Excelência Rashid Al Hajeri, Presidente do Conselho do Departamento de Assuntos Municipais. Os construtores terão também que considerar cada vez mais a disposição apropriada de resíduos assegurando, ao mesmo tempo, que a maior quantidade possível de materiais de construção sejam recicláveis ou baseados em materiais já reciclados.

A gestão efetiva da água é outra área de concentração do sistema municipal. O Emirado é dependente da água dessalinizada e seu uso efetivo é vital para os objetivos de sustentabilidade de Abu Dhabi. Cerca de 90 por cento da água servida é reciclada, especialmente para irrigar diversos projetos verdes tais como parques e espaços abertos, os quais não somente melhoram a qualidade de vida da cidade mas também contribuem para a biodiversidade bem como para a absorção de carbono.

Um dos pontos centrais do esforço de economia de água, na própria capital, é um sistema principal de irrigação inteiramente controlável -- SCADA (sistema de supervisão e aquisição de dados) -- que assegura distribuição uniforme, desperdício mínimo e uso otimizado. Os trabalhos de apoio   drenagem da superfície diminuem a água subterrânea e direcionam a água da chuva excedente para onde ela é mais necessária.

"Abu Dhabi sempre teve consciência da preciosa natureza da água como um recurso. Este tipo de investimento significa que o mínimo possível é desperdiçado e nos proporciona, ao mesmo tempo, o grande benefício contido na vegetação", acrescentou Al Hajeri.

Em Al Ain, a segunda maior cidade do Emirado e um oásis para o lazer, o esforço de sustentabilidade depende do sistema EHSMS ou Sistema de Gerenciamento da Segurança, Meio Ambiente e Saúde. O EHSMS é um plano integrado por todo o município para a segurança da força de trabalho nas construções, além de minimizar a poluição, o desperdício e o impacto ambiental do setor de prédios e construções de Abu Dhabi. Refletindo os grandes esforços do Emirado na melhoria das práticas de construção, Al Ain irá obrigar as construtoras a introduzirem seus próprios sistemas EHSMS até 2012.

Na Região Oeste de Abu Dhabi, uma área de deserto, as altas temperaturas e a mudança contínua das dunas de areia causam efeitos ambientais adversos desde a invasão do deserto até a destruição de plantas e prédios pelos ventos erosivos.

A Municipalidade da Região Oeste planeja resolver os problemas com um sistema de quebra-ventos naturais plantados.

Os benefícios ambientais e econômicos são significativos, incluindo a redução da erosão do solo e o incentivo para os cinturões verdes, absorvendo o dióxido de carbono, encorajando a biodiversidade, agindo como um filtro de água e reduzindo a flutuação do clima com seu efeito indireto no uso da energia.

"O sistema municipal de Abu Dhabi tem feito uma abordagem coordenada e ambiciosa dos desafios do desenvolvimento sustentável. O Fórum Mundial de Energia do Futuro destaca firmemente nossos esforços e tenho certeza de que Abu Dhabi terá muito para exibir", concluiu Al Hajeri.

Sobre o Departamento de Assuntos Municipais: O Departamento de Assuntos Municipais (DAM) iniciou suas operações em maio de 2007, depois da decisão do Conselho Executivo de Abu Dhabi de integrar o sistema municipal do Emirado. Como uma nova entidade governamental, o Departamento de Assuntos Municipais foi criado para liderar, coordenar e supervisionar três municipalidades em Abu Dhabi, Al Ain e Região Oeste. O DAM tem um papel regulatório enquanto o fornecimento de serviços e as operações estão no nível da municipalidade.

No dia 5 de maio de 2008, o Departamento de Assuntos Municipais juntamente com a Municipalidade de Abu Dhabi, a Municipalidade de Al Ain e a Municipalidade da Região Oeste embarcaram em uma nova jornada de serviços municipais, com a assinatura da histórica Carta Municipal, a qual alinha o DAM e as três municipalidades em direção de maior colaboração e cooperação.

Para mais informações, entrar em contato com: - Departamento de Assuntos Municipais Sra. Amal Al Jarwan Tel: +971-2-4030311 E-mail: media@dma.abudhabi.ae - Impact Porter Novelli Sarika Aidasani Celular: +971-50-612-7765 E-mail: s.aidasani@ipn.ae [1] UNEP, Building Energy Conservation Guidelines (UNEP, Construção de Orientações de Conservação de Energia), Minuta de 14 de abril de 2009 FONTE Department of Municipal Affairs 18/01/2010 CONTATO: Sra. Amal Al Jarwan do Departamento de Assuntos Municipais, Tel:+971-2-4030311, media@dma.abudhabi.ae, ou Sarika Aidasani da Impact Porter Novelli, Celular:+971-50-612-7765, s.aidasani@ipn.ae/

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host