UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 11h33

GOL Desenvolve Programa Próprio para Gestão de Resíduos de Manutenção de Aeronaves

São Paulo, 11 de fevereiro de 2010 - A GOL desenvolveu um programa próprio para a gestão de resíduos provenientes da manutenção de aeronaves em suas bases operacionais. Atualmente, oito bases da empresa já estão utilizando o programa para destinar 100% de seus resíduos, e outras 18 estão em estágio adiantado de implementação. A Companhia mantém estudos para reproduzir a mesma experiência em todos os aeroportos nos quais opera.
 

"Depois de termos estruturado um programa próprio de tratamento de efluentes e resíduos sólidos em nosso Centro de Manutenção em Confins (MG), que é referência na indústria, queremos reproduzir experiência semelhante nos processos realizados nos aeroportos", conta Alberto Correnti, Diretor de Manutenção da GOL.

Em seu Centro de Manutenção, a GOL segue a rígidos padrões ambientais: todo o óleo e efluentes químicos produzidos durante o processo de manutenção são tratados antes do descarte de forma a não prejudicar o meio ambiente.

Para limpeza interna das aeronaves, a Companhia utiliza toalhas industriais que são lavadas por empresas especializadas para evitar qualquer tipo de desperdício. Também, desde 2003, a GOL adotou o método de lavagem a seco para a superfície das aeronaves, usando apenas 10% da água habitualmente utilizada nas lavagens comuns.

Além de ser ambientalmente correta, alinhada  s políticas de responsabilidade ambiental da Companhia, a gestão de resíduos estendida  s bases, permite maior controle   GOL em relação ao consumo e utilização de materiais.
Em consonância com a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente), a metodologia dá destinação diferenciada e adequada para cada tipo de resíduo gerado nos processos de limpeza e manutenção.

No ano de 2009, mais de 14 toneladas de resíduos passaram por tratamento até sua destinação final, o que representa cerca de 30% do total (os outros 70% são tratados por terceiros). Em um futuro próximo, pretendemos tratar 100% dos resíduos gerados nesses processos.

O tratamento de resíduos provenientes da manutenção de aeronaves, sempre foi uma preocupação da Companhia, que até então o fazia nas bases operacionais por intermédio da administração aeroportuária.

"O desenvolvimento de um processo próprio, que está totalmente alinhado  s legislações ambientais e melhores práticas da indústria, é um passo importante para a GOL", diz Correnti. A medida antecipa a tendências na gestão ambiental na indústria da aviação:

"Ao centralizar o processo com a própria Companhia, fazemos esse tema ser mais um ponto de nossa gestão ambiental e política de sustentabilidade", complementa o Diretor de Manutenção da GOL.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host