UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/02/2010 - 08h07

Lucro da SulAmérica bate novo recorde: cresce 9,8% e atinge R$ 419,1 milhões

Receita de prêmios totalizou R$ 8,7 bilhões e os ativos totais da companhia somaram R$ 12,4 bilhões Rio de Janeiro, 26 fevereiro de 2010 - A Sul América S.A. (BM&FBovespa: SULA11) publicou seu balanço de 2009 com lucro líquido de R$ 419,1 milhões, número que representou o maior resultado já registrado pela empresa, que atua no mercado brasileiro há 114 anos e abriu capital em outubro de 2007. O lucro da SulAmérica cresceu 9,8% em relação ao lucro recorrente do ano anterior, que foi de R$ 381,8 milhões e a rentabilidade do patrimônio atingiu 17,6% no ano. A companhia encerrou o exercício com total de ativos de R$ 12,4 bilhões. A receita de prêmios de seguros cresceu 12,4% e atingiu R$ 8,7 bilhões em 2009, com destaque para as carteiras de seguros de automóveis, onde os prêmios aumentaram 25%, e de saúde, que ampliou 10,2% em relação a 2008.

No seguro saúde, que é a principal carteira da SulAmérica com 52% dos negócios e um total de 1,8 milhão de beneficiários, o destaque foi o segmento grupal, que fechou o ano com 1,2 milhão de vidas seguradas, também impulsionado pelo bom desempenho obtido nos seguros para pequenas e médias empresas (PME), que registrou aumento de 21% no número de clientes segurados. A carteira de planos odontológicos da seguradora também apresentou evolução positiva e encerrou 2009 com 168 mil membros, crescendo na esteira do lançamento de novos produtos e campanhas promocionais.

Na área de automóveis, que representa cerca de 34% da receita da seguradora, a carteira alcançou a marca de 2,3 milhões de veículos segurados, com aumento de 19%. A SulAmérica registrou três trimestres consecutivos de expressivo crescimento nesta carteira, sendo que, no quarto trimestre, os prêmios emitidos foram recordes, assim como o número de apólices emitidas, o maior desde a abertura de capital da companhia, em outubro de 2007, com crescimento de 27,8% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Em 2009, o índice de sinistralidade total - que corresponde ao percentual de prêmios que é utilizado para pagar sinistros - atingiu 73,3% com aumento de 2,3 pontos percentuais em relação a 2008. E o índice combinado - que mede a eficiência da operação - ficou em 99,4% com crescimento de 1 p.p., confirmando uma margem operacional positiva. O resultado dos investimentos em 2009 totalizou R$ 679 milhões, e a rentabilidade da carteira foi equivalente a 115,9% do CDI.

Lucro no 4º trimestre disparou 68,1% No quarto trimestre, a SulAmérica obteve lucro de R$ 149,7 milhões com uma evolução de 68,1% em relação ao mesmo trimestre de 2008 e de 84,8% na comparação com o trimestre imediatamente anterior. Os prêmios de seguros no último trimestre do ano somaram R$ 2,3 bilhões, o que representou um crescimento de 12,6% em relação ao quarto trimestre de 2008. As principais carteiras da empresa tiveram um ótimo desempenho no quarto trimestre. A receita da área de seguro saúde aumentou 12,6% em relação mesmo trimestre do ano anterior, totalizando R$ 1,2 bilhão, com destaque novamente para a carteira de saúde grupal, que cresceu 16,7% e para os prêmios do segmento de pequenas e médias empresas, que aumentaram 24,9%. Em automóveis, os prêmios de seguros totalizaram R$ 824,1 milhões no quarto trimestre, com aumento de 35,2% em relação ao mesmo trimestre de 2008. Esse desempenho mostra ainda a reação positiva do mercado de automóveis  s medidas de incentivo adotadas pelo governo, que levaram a um aumento de 11,4% na venda de veículos novos em 2009 em relação a 2008, de acordo com a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores). A indústria de seguros se beneficiou dessas medidas de uma maneira geral, com o ramo de automóveis crescendo 13% no acumulado do ano, segundo dados da SUSEP. Neste mesmo período a SulAmérica cresceu 25% e alcançou uma participação de mercado de 17%, com aumento de 1,7 p.p. em relação ao final de 2008.

Dividendos Em seu balanço, a companhia informa que está aumentando a distribuição de dividendos para 50% do lucro líquido ajustado do exercício de 2009, dobrando o montante que distribuirá para seus acionistas, e que também manterá essa política para os resultados de 2011 e 2012, podendo ser revista com base nos planos e necessidades da companhia. A matéria será apreciada pela assembléia geral de acionistas marcada para dia 31 de março e, sendo aprovada, representará um pagamento de cerca de R$ 200 milhões em dividendos.

Administração O anúncio de mais um recorde de resultados ocorre no momento em que o presidente da companhia, Patrick de Larragoiti Lucas, anunciou que não irá se candidatar a um novo mandato na diretoria, concentrando sua atuação na presidência do Conselho de Administração, cargo que veio acumulando nos últimos anos com a presidência da empresa. A companhia ainda não divulgou o nome do substituto de Larragoiti, que somente deverá ser anunciado no final de março. SulAmérica - Superintendência de Relações com a Imprensa Solange Guimarães / Daniela Campos Fone: 55 11 3779.7614/ 5045 E-mail: imprensa@sulamerica.com.br Apoio: Andreoli MSL Gustavo Graça / Luciane Polisel Fone: 55 11 3169.9312 / 9357 E-mail: gustavo@andreolimsl.com.br

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host