UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/03/2010 - 16h57

EFG Bank processado devido a Esquema Ponzi de Madoff

MIAMI, 1 de março /PRNewswire/ -- Uma ação coletiva foi protocolada na Corte Distrital dos EUA pelo Distrito Sul da Flórida em nome de clientes prejudicados pela EFG Capital International Corp. e pelo EFG Bank que sofreram prejuízos por causa do esquema Ponzi de Madoff. Bernard Madoff foi preso, confessou e foi sentenciado a 150 anos de prisão por sua participação no esquema. Uma grande parte dos 50 bilhões de dólares investidos com Madoff vieram de investidores dos chamados fundos "feeder", que recebiam comissões lucrativas de Madoff. Um dos principais fundos feeder era o Fairfield Sentry Limited Fund. A EFG Capital, parte da rede do EFG Bank, recomendou o Fairfield Sentry Limited Fund aos seus clientes. A empresa, com sede em Miami, é a divisão bancária privada do EFG Group, um dos maiores grupos bancários da Suíça.

A ação coletiva alega que a EFG Capital e o EFG Bank falharam ao realizar as devidas diligências antes de recomendar aos seus clientes que investissem no Fairfield Sentry Limited Fund. A petição também alega que a EFG Capital não informou de modo adequado sobre os pagamentos que recebia do proprietário do Fairfield Sentry, o Fairfield Greenwich Group, em troca do investimento dos fundos dos demandantes e os fundos da classe no Fairfield Sentry.

A assessoria legal da Classe é feita pelo escritório Levine Kellogg Lehman Schneider + Grossman, LLP, em Miami, que tem grande experiência nos Estados Unidos e internacional no acompanhamento de ações de títulos e valores em nome de investidores. FUENTE Levine Kellogg Lehman Schneider + Grossman, LLP 01/03/2010 CONTATO: Lawrence A. Kellogg, P.A., Levine Kellogg Lehman Schneider + Grossman LLP, lak@lkllaw.com, +1-305-403-8788 (telefone), +1-305-403-8789 (fax)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host