UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/04/2010 - 10h53

GOL bate recorde de tráfego para o mês de março

Demanda recorde na malha aérea da GOL para o mês de março com alta de 36,8% em comparação a março de 2009, e yield atinge aproximadamente R$20 centavos
São Paulo, 8 de abril de 2010 - A GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A. (BM&FBovespa: GOLL4 e NYSE: GOL), a maior companhia aérea de baixo custo e baixa tarifa da América Latina, registra maior demanda do mês de março no mercado doméstico e no sistema total, desde o ano de início de suas operações em 2001.
A Companhia registrou crescimento da demanda de 36,8% em sua malha aérea, sendo 38,5% no mercado doméstico, em comparação ao mesmo mês em 2009. Esse aumento foi impulsionado pelo efeito combinado do melhor cenário econômico no Brasil e América Latina e pela expansão das vantagens competitivas da Companhia nos mercados em que atua com: (i) maior frequência e regularidade nos principais aeroportos brasileiros; (ii) aumento da produtividade, com a taxa utilização de aeronaves acima de 12,5 horas bloco diárias, em comparação com aproximadamente 11,3 horas bloco por dia em março de 2009; (iii) revitalização do SMILES, maior programa de milhagem da América Latina com mais de 6,7 milhões de participantes; e (iv) gerenciamento dinâmico de tarifas, incluindo nova estrutura da Família Tarifária, onde ambas beneficiam os clientes que procuram promoções com tarifas reduzidas, e também os passageiros que viajam a negócio, por exemplo, e buscam flexibilidade e outros benefícios como bônus de milhas.

Em comparação com fevereiro de 2010, a demanda no sistema total teve queda de 3,4% e de 21,2% no mercado internacional, devido a sazonalidade e menor número de dias corridos em fevereiro em comparação a março.

A demanda na malha aérea internacional da GOL subiu 23,6% em março de 2010, em comparação ao mesmo mês em 2009. Essa melhoria foi resultado de alguns fatores adicionais: (i) os ajustes realizados na malha aérea internacional, como frequência; (ii) valorização do Real em relação ao Dólar; (iii) as novas rotas ligando o Brasil ao Caribe, como os voos para Aruba e Curaçao; e (iv) cenário macroeconômico mais favorável.

Comparando com o mesmo período de 2009, a taxa de ocupação total aumentou, atingindo 64,7% em março de 2010 (65,0% no mercado doméstico e 61,9% no internacional), sendo que o mercado internacional ficou 18,4 pontos percentuais acima dos 43,5% registrados em março de 2009, e no mercado doméstico, tivemos aumento de 8,2 pontos percentuais sobre os 56,9% no mesmo período do ano passado.

Em linha com sua estratégia disciplinada de crescimento de capacidade, em comparação a março de 2009, a demanda cresceu 36,8%, sendo que no mesmo período, registrou aumento de 16,1% na oferta, substancialmente inferior ao crescimento recorde da demanda na malha aérea. Essa estratégia também pode ser observada no mercado internacional, onde a Companhia reduziu sua capacidade em 13,1%, e obteve um aumento na demanda de 23,6%, melhorando a qualidade da taxa de ocupação consolidada.

Os yields ficaram acima de R$20 centavos, apresentando aumento gradual desde o cenário competitivo acirrado que ocorreu em meados de outubro de 2009. Com isso, os patamares atuais dos yields estão em linha com suas perspectivas financeiras.

Contatos:
Relações com Investidores
Leonardo Pereira - VP de Finanças,
Estratégia, Novos Negócios, TI e DRI
Rodrigo Alves - Gerente Geral de RI
Raquel Kim - Relações com Investidores
Mario Liao - Relações com Investidores
Tel.: (11) 2128-4700
E-mail: ri@golnaweb.com.br
Website: www.voegol.com.br/ri
Twitter: www.twitter.com\GOLinvest

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host