UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/04/2010 - 10h28

Especialistas convocados pela Universidade de Harvard propõem 'Problemas de mais difícil solução' para o próximo século

Nos próximos 45 dias, o mundo inteiro está convidado a avaliar as propostas e enviar problemas adicionais; maior votação anunciada em junho
CAMBRIDGE, Massachusetts, 22 de abril /PRNewswire/ -- Os primeiros resultados de uma iniciativa da Divisão de Ciências Sociais da Universidade de Harvard para identificar os problemas mundiais de mais difícil solução na economia, psicologia, governo, sociologia e outras ciências sociais foram anunciados hoje.

"As Ciências Sociais nunca tiveram mais vitalidade do que hoje, e responder suas questões não solucionadas nunca foi mais importante", disse Stephen Kosslyn, decano de Ciências Sociais em Harvard.

Durante um simpósio de um dia inteiro, que foi transmitido ao vivo, 12 especialistas de renome de múltiplas universidades propuseram mais de 30 questões importantes, a serem tratadas pelas ciências sociais nos anos vindouros, incluindo:
-- Como nossas relações sociais influenciam nossos genes, e como nossos genes influenciam nossas relações?
-- Como as sociedades criam, ou recriam, instituições eficientes e vivazes?
-- Por que as mulheres ganham, em média, menos do que homens igualmente experientes em empregos similares, e como podemos fechar esta lacuna?
-- Como podemos construir sistemas resistentes a crises financeiras?
-- Como reduzimos a lacuna de habilidades de oitavo grau entre grupos étnicos?
-- O comércio livre reduz o risco de falência estatal?
-- Como elementos simples combinam em grandes números para produzir sistemas complexos (por exemplo, sistemas econômicos)?
-- Qual a origem das preferências pessoais e gostos?
-- Como podemos induzir as pessoas a se engajarem em comportamentos que são largamente conhecidos por melhorarem a saúde?
-- Já que mais e mais informações pessoais são gravadas e armazenadas, como as culturas e instituições se modificarão?
Os especialistas incluiram Nick Bostrom (Oxford), Susan Carey (Harvard), Nicholas Christakis (Harvard), James Fowler (UCSD), Roland Fryer (Harvard), Claudia Goldin (Harvard), Gary King (Harvard), Emily Oster (Chicago), Ann Swidler (Berkeley), Nassim Taleb (NYU/Polytech) e Richard Zeckhauser (Harvard).

Todas as propostas, fóruns de discussões e vídeos do simpósio estão disponíveis em http://socialscience.fas.harvard.edu/hardproblems.
A segunda e critica fase começa hoje. Nos próximos 45 dias, qualquer pessoa de todo o mundo pode enviar problemas adicionais para inclusão no site acima e votar na importância e dificuldade de qualquer proposta. Em junho, Harvard anunciará que problemas receberam maior votação.

Iniciado e financiado pela sem fins lucrativos Fundação Indira, este esforço foi inspirado por David Hilbert, que desafiou o mundo a resolver 23 problemas fundamentais da matemática em 1900. Desde então, matemáticos resolveram 10 dos agora famosos 'Problemas de Hilbert', criando novas áreas de conhecimento ao longo do caminho.
"Hilbert fez duas observações de peso", disse Nicholas Nash, um membro da Fundação Indira. "Primeiro, ter problemas importantes sem solução é essencial para a vitalidade de uma disciplina. E, importante, ao identificar estes problemas, nos podemos inspirar gerações futures a resolvê-los"
Sobre a Fundação Indira
A Fundação Indira e uma organização caritativa baseada em Connecticut dedicada a apoiar programas que podem fazer diferença nos campos da educação, saúde e bem-estar social.

Contato de Mídia: Steve Bradt (+1.617.496.8070, sbradt@fas.harvard.edu)
Facebook: Hard Problems in Social Sciences
FONTE Harvard University
22/04/2010
CONTATO: Steve Bradt, +1-617-496-8070, sbradt@fas.harvard.edu

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host