UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/06/2010 - 16h37

Amsterdam & Peroff: 'A Tailândia não possui credibilidade para investigar as mortes que ocorreram em Bangcoc'

PARIS, 10 de junho /PRNewswire/ -- O painel estabelecido pelas autoridades da Tailândia para investigar a violência contra os manifestantes em Bangcoc durante o período de março a maio não possui imparcialidade e independência, segundo afirmou Robert Amsterdam do escritório de advocacia Amsterdam & Peroff, consultores legais da Frente Unida para Democracia contra a Ditadura.

Durante reuniões em Paris, o advogado Robert Amsterdam disse que o governo de fato da Tailândia é incapaz de realizar uma investigação independente sobre a morte de cerca de 90 pessoas, sendo a maioria de civis.

"Esta administração é conhecida por seu tratamento arbitrário do movimento de pró-democracia na Tailândia. Durante os eventos recentes, chamaram os manifestantes Camisas Vermelhas de 'terroristas' sem qualquer investigação prévia e ainda detêm mais de 400 manifestantes sem o devido processo legal sob o pretexto de decreto de emergência", disse Amsterdam. "O próprio interesse pessoal da administração do primeiro ministro Abhisit no resultado da investigação demonstra claramente que apenas um comitê internacional poderia possivelmente examinar a evidência de uma forma independente".

Robert Amsterdam é um advogado internacional contratado pelo ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra e atua como consultor legal da Frente Unida para Democracia contra a Ditadura (UDD sigla em inglês).

FONTE Amsterdam & Peroff 10/06/2010 CONTATO: James Kimer, +1-917-355-0717, james.kimer@ksocialmedia.com
Hospedagem: UOL Host