UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 
  • Imagem:

15/04/2011 - 08h15

Páscoa na 25 de Março: coelho de pelúcia é sucesso em comércio popular

Matheus Lombardi
Do UOL Economia, em São Paulo

No maior centro de comércio popular do país, a rua 25 de Março, em São Paulo, o chocolate perde espaço na Páscoa para os coelhos de pelúcia. São eles os “reis” da rua nessa época do ano.

Para a lojista Eliana Cha, proprietária de uma loja especializada em bichos de pelúcia, os coelhos da Páscoa são os grandes responsáveis pelo movimento no início do ano.

“De janeiro a abril, os coelhos dominam o comércio de pelúcia. Entregamos em todo o país no atacado e também atendemos os clientes que nos procuram aqui na 25 de março”, disse.

Eliana fala que os clientes que compram no atacado procuram peças a partir de R$ 1 para enfeitar cestas e colocar dentro dos ovos de chocolate.

“Tem bichinho de pelúcia para todos os gostos. Fazemos preços diferenciados para quem compra em grandes quantidades, que é o nosso forte”, declarou a comerciante.

Para a dona-de-casa Darci Guimarães, que faz ovos e cestas de Páscoa há 24 anos, a tradicional data comemorativa é uma oportunidade para conseguir um dinheiro extra.

“Já cheguei a vender mais de 300 quilos de chocolate em um ano. Hoje, a minha clientela conhece a qualidade do produto e vai divulgando os meus serviços. Atendo filhos de antigos clientes, faço rifa... eu capricho no chocolate. Todo mundo me conhece no bairro”, afirmou Darci.

É possível economizar na Páscoa

Outro grande atrativo da região da rua 25 de Março são os brinquedos. Carrinhos e bonecas a partir de R$ 1 são os preferidos pelos frequentadores da região.

Para a comerciante Carolina Murata, é uma forma mais barata de presentear e comemorar a data.

“Muitos clientes preferem comprar chocolate e brinquedo separados porque acaba sendo mais barato no final. Aqui, os brinquedos para a Páscoa variam de R$ 5 a R$ 20”, disse a comerciante.

A enfermeira Pamela Nogueira encontrou essa solução para poder presentear os filhos e sobrinhos.

“Tenho mais de oito crianças para presentear na Páscoa. Se eu fosse dar ovo com brinquedinho para todos ia sair mais de R$ 200. Acho que vou gastar menos de R$ 150 comprando separado e fazendo um embrulho bem bonito”, afirmou Pamela.

O gerente da Armarinhos Fernando, uma das maiores lojas da 25 de Março, José Caetano, disse que mesmo com o forte movimento, a Páscoa fica atrás de outras datas comemorativas como o Natal e o Dia das Crianças.

“Quem vem na 25 de Março quer encontrar de tudo. Por isso oferecemos aos nossos clientes produtos de Páscoa. Porém, a data ainda fica atrás de outras mais importantes. Mas quem vier aqui não vai se arrepender”, declarou.

Veja mais

Hospedagem: UOL Host