UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/05/2012 - 16h25

Feira vende avião de R$ 175 mil, mais barato que carro de luxo; veja fotos

Juliana Kirihata
Do UOL, em São José dos Campos (SP)

Com mais de 150 aviões e helicópteros expostos, a 15.ª edição da Expo Aero Brasil (EAB)  tem modelos com preços menores que carros esportivos de luxo. Os valores vão de R$ 175 mil a R$ 90 milhões.


O evento começou na quinta-feira (24) e vai até este domingo (27), em São José dos Campos (SP), e espera atrair 30 mil visitantes. Com foco nos chamados aviões leves, que levam até duas pessoas, expositores buscam atrair os clientes à procura de sua primeira aeronave.

Segundo o comandante Décio Corrêa, presidente da EAB, o setor de aviação leve deve crescer cerca de 10% em 2012, movimentando mais de US$ 100 milhões neste ano.

"Esses aviões passam a ser um novo automóvel”, diz ele. O modelo Petrel LS, vendido pela Edra Aeronáutica, por exemplo, custa R$ 175 mil, mais barato que um Chevrolet Camaro SS 6.2,  cotado em R$ 199 mil pela tabela Fipe.

O avião mais caro exposto na feira é o Embraer 190, usado para aviação comercial, que custa US$ 45 milhões (cerca de R$ 90 milhões).

O empresário Rogé Lavich era um dos visitantes no primeiro dia da feira e estava em busca de um avião para passear nos fins de semana. Aluno de um curso básico de pilotagem no Rio Grande do Sul, Lavich levou o professor do curso, o piloto Diego Osório, para ajudá-lo a comprar o avião ideal.

Expositores apostam na personalização de aeronaves

De acordo com Osório, uma tendência na busca por aeronaves para uso pessoal é a personalização dos acessórios e equipamentos. Lã de carneiro nos assentos, cintos de segurança banhados a ouro e tapetes feitos a mão são algumas das opções disponíveis no mercado. “Quem escolhe o interior do avião é a mulher de quem compra”, diz Durcesio Mello, presidente da empresa Jetstar, especializada em acabamentos de aeronaves.

Para estimular as vendas, além de detalhes personalizados, as empresas do setor investem em consórcios e pagamentos parcelados. “O perfil do comprador é de um empresário próspero, que procura sua primeira aeronave”, afirma André de La Touloubre, da Cirrus Brasil. Um monomotor com quatro lugares do modelo SR 22, por exemplo, que custa US$ 601.800,00 (cerca de R$ 1,2 milhão), pode ter parcelas de R$ 10.265,70 em 120 meses no consórcio.

Veja mais

Hospedagem: UOL Host