UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

Empreendedorismo

25/06/2012 - 06h00

Loja de roupa faz parceria com roqueiros famosos para divulgar marca

Afonso Ferreira
Do UOL, em São Paulo
  • Max Cavalera em show do Cavalera Conspiracy no Festival SWU, em Paulínia, veste jaqueta da Weird

    Max Cavalera em show do Cavalera Conspiracy no Festival SWU, em Paulínia, veste jaqueta da Weird

Rodeados por bandas de rock e ídolos influentes, os sócios Santiago Roig Albuquerque, 31, Etam Paese, 29, e Nicolas Delavy, 31, viram na proximidade com os artistas uma oportunidade para difundir o nome da sua marca de roupas.

A Weird, que cria produtos para fãs do rock’n roll, aproveitou sua rede de contatos, o chamado networking, para firmar parcerias para divulgar a marca a baixo custo: a loja oferece roupas aos roqueiros que vestem as peças durante seus shows. Segundo Albuquerque, além de visibilidade, a estratégia trouxe maior credibilidade à empresa.

“Quando um artista veste uma marca em cima do palco, desperta o interesse do público por ela. Atingimos um público que é fiel à banda e que dificilmente teríamos acesso antes. Isso nos dá credibilidade”, afirma.

A Weird tem parceria com cerca de dez bandas. Entre elas estão: Cavalera Conspiracy, dos irmãos Max e Igor Cavalera (ex-Sepultura); Ratos de Porão, do vocalista João Gordo; Dead Fish; Questions, Presto? e Leptospirose.

“São parcerias informais, sem nenhum tipo de contrato. As próprias bandas, por gostarem e se identificarem com as peças, acabam pedindo para usá-las durante os shows”, diz Albuquerque.

Peças se esgotam após grandes apresentações

  • Divulgação

    Santiago Roig Albuquerque, sócio-fundador da Weird, tira o molde de uma das peças da marca

De acordo com o sócio-fundador da empresa, a Weird teve um excelente retorno em vendas no ano passado ao vestir os integrantes da Cavalera Conspiracy na abertura do show do Iron Maiden, em São Paulo (SP), e em uma apresentação no festival de música SWU, em Paulínia (SP).

“Foi muito legal ver fotos e vídeos deles na imprensa com as roupas da nossa marca. As peças utilizadas por eles nos shows se esgotaram em cerca de 15 dias”, declara.

Mas nem sempre foi assim. Albuquerque diz que a primeira parceria só apareceu em 2008, cinco anos após a empresa entrar para o mercado. Foi a banda Questions a pioneira em vestir roupas da marca em seus shows.

“Foi um tiro que deu certo. Os ‘caras’ da Questions fizeram a proposta de utilizar nossas peças em seus shows. Por conhecerem muita gente do mundo do rock, eles foram a porta de entrada para que outras bandas vestissem nossas roupas também.”

Micro e pequenas empresas precisam de bom networking

COMO DIVULGAR A MARCA  

  • 1

    Público

    Avalie o estilo de vida do seu público-alvo, pense em que grupos se encaixa, eventos que frequenta, pessoas que admira (podem ser artistas da sua região)

  • 2

    Pesquisa

    Vá a shows e eventos que o seu público frequenta, observe como as pessoas reagem às marcas expostas pelos artistas

  • 3

    Contatos

    Busque em sua rede de contatos quem pode aproximá-lo desses grupos e peça ajuda 

  • 4

    Proposta

    Apresente seu produto e ofereça peças em troca de exposição. Não é necessário envolver dinheiro

Para o coordenador do MBA em marketing da PUC-SP (Pontífica Universidade Católica de São Paulo), José Palandi Júnior, um bom networking é fundamental para micro e pequenas empresas que buscam credibilidade no mercado.

Ter formadores de opinião e pessoas que geram conceito no público dentro da rede de contatos pode trazer impacto e retorno muito maiores às campanhas destas empresas.

“O networking tem muitos benefícios, mas é preciso um trabalho sério e profissional para que o empresário não seja visto como um aproveitador”, afirma.

Palandi recomenda estar sempre em contato com as pessoas que podem ajudar a empresa. Caso o próprio empreendedor não possa falar com todas estas pessoas, o ideal é treinar também os funcionários para manter a rede de relacionamentos.

“Para alguns, o networking funciona como a religião: só lembram que existe quando precisam de ajuda. Isso não pode acontecer, deve haver uma manutenção constante destes contatos.”

Veja mais

Hospedagem: UOL Host