UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/10/2012 - 08h59

Mercado mantém expectativa da taxa básica de juros a 8% em 2013

Do UOL, em São Paulo

O mercado manteve a perspectiva de que a taxa básica de juros, a Selic, encerrará 2013 em 8% e cravou a estimativa de que a Selic fechará este ano no atual patamar de 7,25% ao ano, mostrou a pesquisa Focus do Banco Central publicada nesta segunda-feira (22).

Na semana passada, a autoridade monetária havia indicado, por meio da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que o ciclo de reduções da Selic foi encerrado diante do atual cenário inflacionário.

Entre os Top 5 --grupo das instituições que mais acertam suas análises no Focus-- a perspectiva para a Selic é de que termine também o próximo ano a 7,25%. Embora analistas tenham avaliado que a taxa básica de juros deve permanecer estável ao longo de 2013 ou pelo menos até o segundo semestre do próximo ano, ainda há dúvidas devido ao curso da inflação e da economia.  O mercado futuro de juros, por exemplo, mostra-se dividido entre a estabilidade ou a elevação da Selic em 2013, mas com apostas crescendo sobre esse segundo cenário.

Inflação

Os analistas consultados na pesquisa do BC ainda elevaram ligeiramente a projeção para a inflação neste ano a 5,44% pelo IPCA, ante 5,43% na semana anterior, e mantiveram a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 1,54%.

Os preços dos alimentos têm sido os principais vilões da inflação. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) --considerado uma prévia da inflação oficial-- acelerou a alta em outubro para 0,65%, influenciado principalmente por esse grupo.

Analistas, entretanto, acreditam que o movimento deve perder força nos próximos meses, uma vez que o pico dos preços alimentos já teria sido atingido. Para 2013, a pesquisa do BC mostrou que o mercado continua prevendo o IPCA a 5,42%. Na ata, o Copom considerou que o cenário para a inflação manteve "sinais favoráveis em prazos mais longos", apesar do impacto negativo dos recentes choques curto prazo.

Crescimento do PIB

Já em relação ao crescimento da economia neste ano, os analistas consultados no Focus mantiveram sua previsão de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 1,54% em 2012 e em 4% no ano seguinte.

Em agosto, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma espécie de sinalizador do PIB, subiu 0,98% frente a julho, dando indicações de melhora da atividade no segundo semestre.

A pesquisa Focus desta segunda-feira mostrou também que o mercado elevou ligeiramente a previsão para o dólar, encerrando este ano a R$ 2,01, ante R$ 2 na semana anterior.

(Com informações da Reuters)

Veja mais

Hospedagem: UOL Host