UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

13/09/2006 - 17h56

PANORAMA2-Mercados mantêm otimismo em dia escasso de indicadores

Por Nathália Ferreira

SÃO PAULO, 13 de setembro (Reuters) - Os mercados brasileiros deram continuidade nesta quarta-feira ao otimismo iniciado na véspera, diante de um cenário internacional mais tranquilo e da agenda econômica fraca.

A Bolsa de Valores de São Paulo avançou mais de 1 por cento pelo segundo dia consecutivo, com ajuda das ações da Petrobras <PETR4.SA>. Os papéis da petrolífera foram impulsionados pela alta dos preços internacionais de petróleo, depois de a commodity ter recuado por sete sessões consecutivas.

Outro destaque ficou com as ações da Telemar <TNLP3.SA>, que dispararam diante de especulações sobre a proposta de reestruturação da empresa e com a aproximação do exercício de opções na segunda-feira.

No mercado de câmbio, o dólar recuou por conta de ingressos de recursos e por uma atuação mais fraca do Banco Central no leilão de compra. Uma captação anunciada pelo Bicbanco também contribuiu para a queda, ao reforçar a perspectiva de entrada de divisas.

O Bicbanco anunciou a venda no mercado internacional de 150 milhões de dólares em bônus com vencimento em 2009. O ingresso dos recursos está previsto para o dia 21.

As bolsas de valores norte-americanas se valorizaram pela quarta sessão consecutiva, com a recuperação de ações do setor energético.

"Os metais... voltam a operar com tranqüilidade, sinalizando que o ajuste foi previdente para preservar ganhos e evitar surpresas no momento seguinte", destacou a corretora de câmbio NGO, em relatório.

No começo da semana, o declínio generalizado dos preços de commodities trouxe preocupações sobre o crescimento econômico mundial.

A agenda econômica ganha reforço a partir desta quinta-feira, com a divulgação dos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos, além dos preços de importados e as vendas no varejo. Na sexta-feira, os mercados estarão de olho no índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês).

Veja como encerraram os principais mercados nesta quarta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,158 reais, com queda de 0,46 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário ficou em 1,48 bilhão de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 1,12 por cento, a 36.549 pontos. O volume financeiro foi de 2,447 bilhões de reais. As ações da Petrobras avançaram 2,8 por cento, enquanto os papéis da Telemar subiram 6,64 por cento.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros avançou 1,93 por cento, a 18.940 pontos. Os principais destaques também ficaram com Telemar <TNE.N>, em alta de 3,65 por cento, e Petrobras <PBR.N>, que avançou 3,44 por cento.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) oscilaram entre leve baixa e estabilidade na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2007 ficou em 13,86 por cento ao ano, enquanto o DI janeiro de 2008 permaneceu em 13,71 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subiu para 130 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 6,5 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 1 ponto, para 224 pontos-básicos. O EMBI+ cedia 2 pontos, a 194 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento cedia a 4,76 por cento, ante 4,78 por cento no final da terça-feira.

(Com reportagem adicional de Juliana Siqueira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host