UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

10/01/2007 - 16h10

Moskow, do Fed, diz que inflação ainda é principal preocupação

CORALVILLE, Estados Unidos, 10 de janeiro (Reuters) - O presidente do Federal Reserve de Chicago, Michael Moskow, disse nesta quarta-feira que os riscos de inflação, incluindo os oriundos de um mercado de trabalho fortalecido, seguem sendo sua principal preocupação.

"Minha maior preocupação ainda são os riscos para a perspectiva de inflação", comentou Moskow em um discurso preparado para líderes de negócios locais.

"Ainda há o risco de que pressões de recursos ou outros fatores, como uma expectativa de inflação elevada, possam impedir que os índices atuais caiam no futuro próximo", acrescentou.

Moskow, que tem poder de voto no Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), não falou das implicações de sua visão na política monetária.

Ele disse que o mercado de trabalho está "vibrante" e que o crescimento do emprego foi forte nos últimos 6 meses.

A taxa atual de desemprego nos EUA, de 4,5 por cento, está empurrando os limites da taxa "natural" de emprego, mesmo com os critérios atuais, disse ele. "Isso sugere que precisamos ficar atentos para a possilibade de que aumentem as pressões inflacionárias."

Moskow afirmou que a fraqueza do mercado imobiliário não deve puxar para baixo o restante da economia.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host