UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

18/01/2007 - 07h48

Japão, inflação nos EUA e Bernanke concentram atenções

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 18 de janeiro (Reuters) - A quinta-feira tem uma agenda extensa, que conta com um depoimento do chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, no Senado, às 13h (horário de Brasília), e dados de inflação ao consumidor nos Estados Unidos.

Analistas ouvidos pela Reuters esperam que o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) tenha avançado 0,4 por cento em dezembro, e o núcleo tenha subido 0,2 por cento.

O relatório vai ajudar a balizar as apostas sobre o rumo do juro norte-americano, à medida que cresce a expectativa de que o Fed não elevará a taxa no curto prazo.

Investidores têm acompanhado de perto a política dos principais bancos centrais do mundo em relação aos juros domésticos. Esta manhã, o Banco Central do Japão decidiu manter a taxa de juro em 0,25 por cento, decisão apoiada por seis dos nove integrantes da diretoria do Banco do Japão. O mercado aguarda agora um aumento no próximo mês.

"Sempre que o Bernanke vai ao Congresso, mesmo que o discurso seja relativamente neutro para o mercado, a sessão de perguntas e respostas recebe muita atenção", afirmou John Canavan, analista de mercado da Stone and McCarthy Research Associates.

O mercado vai monitorar ainda os dados de construção de novas moradias nos Estados Unidos e alguns índices de inflação aqui no Brasil --IGP-10 de janeiro e segunda quadrissemana do IPC-Fipe--, às vésperas da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom).

A maioria no mercado aposta em corte de 0,25 ponto percentual, mas há alguns que acreditam que o BC pode manter a redução de 0,50 ponto.

No mercado acionário, o resultado da Apple <AAPL.O> também deve ganhar a atenção dos investidores. Na noite da véspera a fabricante de computadores e eletrônicos informou um aumento de 78 por cento em seu lucro trimestral, fazendo suas ações subirem para 99,30 dólares no pregão eletrônico.

Para ler a agenda do dia, clique [nN17313718]

Veja como encerraram os principais mercados na quarta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,134 reais, com declínio de 0,33 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário ficou em 3,05 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 0,26 por cento, a 42.735 pontos. O volume financeiro foi de 2,99 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros registrou oscilação negativa de 0,08 por cento, a 21.664 pontos. Entre os destaques ficaram os papéis da VCP <VCP.N> que perderam 5,6 por cento, diante da decepção de investidores com o resultado da empresa.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria de contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 e o DI janeiro de 2009 caíram a 12,40 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia levemente, para 132,5 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 6,08 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

O risco Brasil recuava 7 pontos, para a mínima histórica de 185 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 165 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, cedia e o rendimento avançava a 4,78 por cento, ante 4,75 por cento no final da terça-feira.

(Reportagem adicional de Nathália Ferreira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host