UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

25/01/2007 - 08h06

PANORAMA1-Feriado em São Paulo esfria negócios um dia após Copom

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 25 de janeiro (Reuters) - O feriado em São Paulo vai esvaziar o mercado financeiro nesta quinta-feira, mas alguns dados previstos no dia podem mexer com os ativos na sexta-feira.

A decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de cortar o juro em 0,25 ponto, para 13 por cento ao ano, na noite de quarta-feira, veio como a maioria esperava, mas frustrou alguns que aventavam a possibilidade de corte maior. O placar, de 5 votos a 3, poder ter alguma repercussão.

Nesta sessão, a agenda econômica no país conta com a taxa de desemprego de 2006 --que deve ter subido levemente, para 10 por cento--, e as contas externas do ano passado.

Nos Estados Unidos, a saúde do setor imobiliário volta à cena. Os últimos dois meses derem sinais de estabilização.

Balanços de empresas nos EUA também devem continuar influenciando o mercado. Na quarta-feira, o eBay informou que seu lucro subiu além do esperado e previu que o lucro de 2007 ficará na ponta mais alta das previsões de analistas, fazendo as ações subirem 7 por cento no pregão eletrônico.

Nesta quinta-feira, a agenda conta com Ford <F.N> e Microsoft <MSFT.O>.

Para ler a agenda do dia, clique [nN24401618]

Veja como encerraram os principais mercados na quarta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,129 reais, com baixa de 0,23 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário ficou em 2,21 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 1,15 por cento, aos 44.686 pontos. O volume financeiro foi de 3,5 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros subiu 0,99 por cento, aos 22.588 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) encerraram sem rumo comum na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI fevereiro de 2007 recuou a 12,89 por cento, enquanto o janeiro de 2008 subiu para 12,43 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, avançava para 132,375 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 6,09 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil mostrava estabilidade, aos 184 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 167 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, mostrava estabilidade e o rendimento era de 4,81 por cento.

(Reportagem adicional de Nathália Ferreira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host