UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

05/02/2007 - 12h54

Com perspectiva de upgrade, Indonésia prepara emissão de bônus

HONG KONG, 5 de fevereiro (Reuters) - A Indonésia planeja vender bônus globais de 30 anos pelo terceiro ano seguido, refletindo o apetite do investidor por papéis de longo prazo de um emissor cujo rating soberano está em ascensão.

Uma fonte próxima à operação deu detalhes do vencimento da oferta --que pode somar entre 1 e 2 bilhões de dólares-- nesta segunda-feira, horas depois de a agência de classificação de risco Moody's ter dito que estava revisando a nota B1 da Indonésia para possível elevação.

"Investidores têm o apetite por risco e emissores têm o desejo de alongar os vencimentos. Essas duas necessidades estão se encontrando nessa transação", disse Tim Condon, diretor de pesquisa de mercados financeiro do ING, em Cingapura. Citigroup, Deutsche Bank e UBS receberam mandato para coordenar a transação.

Mais cedo no dia, a Moody's informou que um upgrade no rating da Indonésia pode resultar de melhoras nas relações das dívidas externa e do governo e mais reformas políticas que melhorem o ambiente para investimentos.

Na semana passada, a Fitch Ratings também elevou a perspectiva do rating da Indonésia de estável para positivo, elogiando a agenda de reformas e o compromisso com estabilidade econômica.

"A medida da Moody's era esperada mas ainda acho que terá um impacto positivo", disse Rachana Mehta, gestora sênior de portfólio da DBS Asset Management.

"Sem muitos bônus no mercado, a nova emissão se sairá bem", acrescentou.

Nos últimos dois anos, emissores de dívida soberana na Ásia venderam mais bônus de longo prazo à medida que a confiança de investidores aumentou e emissores se aproveitaram da liquidez dos mercados financeiros globais.

Em janeiro, as Filipinas venderam 1 bilhão de dólares de um bônus de 25 anos. A demanda foi de 9,6 bilhões de dólares. No ano passado, o Paquistão vendeu um papel de 30 anos pela primeira vez.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host