UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

13/02/2007 - 18h33

Bovespa tem melhor dia do ano e dólar recua

Por Nathália Ferreira

SÃO PAULO, 13 de fevereiro (Reuters) - Terça-feira de ganhos para os ativos brasileiros, depois de alguns dias de perdas. A atuação mais branda que o esperado do Banco Central fez o real voltar a se valorizar, enquanto a Bolsa de Valores de São Paulo teve a maior alta desde dezembro.

A autoridade monetária atuou nas duas frentes nesta sessão: compra de dólares no mercado à vista e leilão de swap cambial reverso. Mas operadores relataram volume menor de compras de moeda pelo BC e o leilão de swap se resumiu à rolagem do vencimento de 1o de março.

O BC vendeu o equivalente a 452,1 milhões de dólares em swap reverso, que tem efeito de uma compra futura de dólares, enquanto no leilão de compra no mercado à vista, aceitou cerca de cinco propostas, segundo operadores.

Nas últimas quatro sessões, a atuação mais forte do BC fez o dólar subir e operadores cogitaram que a autoridade monetária poderia reforçar sua presença e colocar mais contratos de swap reverso no mercado.

Em relatório, a corretora de câmbio NGO destacou que era esperado que os bancos derrubassem o dólar em dia de leilão de swap para garantir ganho futuro, já que o BC paga variação de juro ao mercado e recebe variação cambial.

A Bovespa subiu 2,9 por cento, impulsionada por notícias de empresas e pela proximidade do vencimento de índice futuro, na quarta-feira. Na máxima, o índice chegou a superar ligeiramente os 45 mil pontos.

Entre as ações que se destacaram, os papéis da Arcelor Brasil <ARCE3.SA> dispararam 12,40 por cento, para 47,60 reais, com o terceiro maior giro do Ibovespa. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou que a Arcelor Mittal deve elevar a oferta pela unidade brasileira, para 51,27 reais por ação.

Ainda no front corporativo, o Itaú <ITAU4.SA> informou nesta manhã queda nos lucros trimestral e anual, pelo impacto da aquisição das operações do BankBoston na América Latina. Já a Petrobras <PETR4.SA> anunciou lucro anual recorde, mas também teve queda nos ganhos trimestrais, devido ao aumento de custos.

Veja como encerraram os principais mercados nesta terça-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,109 reais, com queda de 0,24 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário ficou em 3,38 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 2,87 por cento, a 45.197 pontos. O volume financeiro foi de 4 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

Perto do fechamento, o índice de principais ADRs brasileiros subia 2,14 por cento, para 22.816 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria de contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 recuou para 12,18 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 foi para 12,01 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, era cotado a 132,750 por cento do valor de face.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 5 pontos, para 178 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 166 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia a 4,81 por cento, praticamente o mesmo patamar da véspera.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira e Silvio Cascione)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host