UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

15/02/2007 - 07h45

PANORAMA1-Corte orçamentário no Brasil e Bernanke recheiam o dia

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 15 de fevereiro (Reuters) - A agenda de dados norte-americanos chama a atenção dos investidores, que procuram informações que corroborem os comentários do chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, de que a economia do país parece saudável e a inflação está desacelerando.

Nesta quinta-feira, Bernanke reprisa sua aparição no Congresso norte-americano, mas a expectativa é apenas pela sessão de perguntas e respostas. Na véspera, ele falou ao comitê bancário do Senado.

A agenda dos EUA prevê ainda divulgação da produção industrial, que deve ficar estável em janeiro na comparação com o mês anterior, preços de importados e dados do setor manufatureiro.

No Brasil, saem as vendas do comércio referentes a dezembro do ano passado e há expectativa pelo detalhamento do corte de 16,5 bilhões de reais do Orçamento, o maior do governo Luiz Inácio Lula da Silva em termos nominais.

Segundo o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, o contingenciamento preservará todos os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e afetará emendas parlamentares.

Para ler a agenda do dia, clique [nN14329045]

Veja como encerraram os principais mercados na quarta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,092 reais, com queda de 0,81 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário foi de 2,66 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 1,77 por cento, a 45.995 pontos. O volume financeiro foi de 14,3 bilhões de reais, o mais elevado da bolsa paulista e inflado pelo vencimento de índice futuro.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros avançou 1,87 por cento, aos 23.310 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) caíram na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 cedeu a 12,13 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 recuou para 11,94 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 133,3 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,95 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil tinha alta de 3 pontos, para 180 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 167 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento caía para 4,74 por cento, ante 4,81 por cento no final da terça-feira.

(Reportagem adicional de Nathália Ferreira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host