UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

22/02/2007 - 08h22

PANORAMA1-Investidor digere ata do Fed em dia de poucos dados

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 22 de fevereiro (Reuters) - A semana, que começou fraca com feriados no Brasil e nos Estados Unidos, segue com poucos indicadores econômicos de peso nesta quinta-feira.

O Tesouro Nacional faz o último leilão de venda de títulos federais de fevereiro e os Estados Unidos divulgam os estoques de petróleo da última semana. O foco, entretanto, deve permanecer sobre as perspectivas para o juro norte-americano.

Dados sobre a inflação ao consumidor nos EUA divulgados na véspera ficaram acima do esperado. A ata da última reunião do Federal Reserve apontou incerteza sobre se os preços estão em caminho firme de baixa.

"Os investidores agora estão com dificuldades para medir o que fazer quando o Fed não é claro sobre o que ele quer fazer. Isso apenas cria ansiedade", disse Angel Mata, diretor-gerente da Stifel Nicolaus Capital Markets, em Baltimore.

Na sexta-feira, o presidente do Fed de Dallas, Richard Fisher, e a do Fed de San Francisco, Janet Yellen, participam de eventos e podem dar mais dicas sobre as perspectivas para o juro.

Nesta manhã, o dólar avançava frente às principais moedas, ainda em reação à inflação e à ata que sugeriram preocupação com as pressões inflacionárias.

Embora a agenda econômica seja escassa, o mercado deve continuar testando recordes. Na quarta-feira, o dólar renovou a mínima em nove meses e o Ibovespa encerrou no maior nível da história, acima de 46 mil pontos.

Para ler a agenda do dia, clique [nN21268568]

Veja como encerraram os principais mercados na quarta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,078 reais, com queda de 0,67 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário ficou em 1,94 bilhão de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 0,53 por cento, a 46.090 pontos, o maior patamar de fechamento da história. O volume financeiro foi de 2,2 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros subiu 0,26 por cento, aos 23.358 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria de contratos de depósito interfinanceiro (DI) recuou na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 caiu a 12,05 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 cedeu para 11,80 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, mostrava estabilidade, a 133,8 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,88 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 2 pontos, para 179 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 167 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava levemente e o rendimento subia a 4,69 por cento, ante 4,68 por cento no final da terça-feira.

(Reportagem adicional de Nathália Ferreira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host