UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

07/03/2007 - 08h28

PANORAMA1-Livro Bege e Copom são pano de fundo dos negócios

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 7 de março (Reuters) - O desempenho dos ativos asiáticos e europeus indicam que a quarta-feira será mais um dia volátil, em um mercado que ainda não decidiu para onde vai. Muitos analistas acreditam que ainda não é seguro voltar ao mercado, depois do tombo da última semana.[ID:nN06398843]

"Há claramente uma mudança no sentimento e ainda não está totalmente acabado", disse Josh Stiles, estrategista sênior de bônus da IDEAGlobal, ao comentar o movimento de correção dos preços dos ativos iniciado na semana passada.

Os eventos mais importantes do dia são a divulgação do Livro Bege do Fed, às 16h (horário de Brasília), e o anúncio da decisão do Copom, que deve cortar o juro em mais 0,25 ponto, para 12,75 por cento ao ano, no início da noite. [ID:nN01305443]

O Livro Bege, com um resumo das condições econômicas norte-americanas, será acompanhado com bastante atenção. Segundo analistas, a economia em geral, assim como ganhos de salário, provavelmente serão descritos em termos de crescimento moderado, enquanto pressões inflacionárias serão vistas como contidas.

No Brasil, o dia começou com a divulgação do IGP-DI de fevereiro, que seguiu o comportamento de outros indicadores de preços ao apresentar uma variação de 0,23 por cento no mês, abaixo dos 0,43 por cento registrados em janeiro.

Um pouco mais tarde, o Ipea, ligado ao Ministério do Planejamento, divulga suas novas projeções econômicas e deve trazer uma estimativa um pouco mais favorável para a taxa de crescimento do PIB em 2007. A estimativa atual aponta um crescimento de 3,6 por cento.

A agenda traz ainda a divulgação do balanço de uma das principais empresas do país, a Companhia Vale do Rio Doce <VALE5.SA>, que deve bater mais uma vez recordes de lucro e vendas. O resultado será anunciado somente após o fechamento da bolsa. [ID:nN05297572]

Enquanto isso, dados da Bovespa mostram que a saída de estrangeiros nos dois primeiros dias de março ficou em 89,5 milhões de reais. Em fevereiro, a Bovespa registrou superávit de estrangeiros de 643,4 milhões de reais. O déficit do ano está em cerca de 700 milhões de reais.

Para ler a agenda do dia, clique [nN06400157]

Veja como encerraram os principais mercados na terça-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,117 reais, com queda de 0,84 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário atingiu 3,71 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa avançou 4,95 por cento, a 43.218 pontos. O volume financeiro foi de 3,5 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros subiu 4,92 por cento, aos 21.454 pontos..

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 recuou para 12,06 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 cedeu a 11,93 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 133,688 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,88 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 5 pontos, para 197 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 189 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia a 4,53 por cento, ante 4,49 por cento no final da segunda-feira.

(Reportagem adicional de Nathália Ferreira e Silvio Cascione)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host