UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

12/03/2007 - 08h37

Ata do Copom sobre juros e inflação nos EUA são destaques da semana

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 12 de março (Reuters) - Os eventos mais importantes dessa semana --ata do Copom e dados de inflação nos EUA-- estão concentrados na quinta e na sexta-feira. Há também expectativa pelo anúncio da reforma ministerial, ainda sem data oficial.

Os dados norte-americanos de inflação (PPI e CPI, nas siglas em inglês) ajudarão o mercado a ver se os preços estão convergindo para a meta do Federal Reserve.

Enquanto isso, os relatórios de vendas no varejo e de produção industrial darão mais sinais sobre o vigor da economia. Na última sexta-feira, os dados de criação de empregos nos Estados Unidos não vieram tão fracos, o que atenuou preocupações de investidores sobre uma possível recessão. O dado, no entanto, é insuficiente para acabar com as incertezas do mercado.

No Brasil, investidores vão buscar na ata da reunião do Comitê de Política Monetária sinais que indiquem se a autoridade monetária manterá o ritmo de corte de 0,25 ponto feito na quarta-feira passada, que levou a Selic para 12,75%.

Neste sentido, dados de inflação que serão divulgados ao longo da semana podem ajudar. As primeiras prévias de março do IGP-M (clique em ) e do IPC-Fipe (clique em ) foram divulgadas nesta manhã, o IGP-10 de março sai na quinta e a segunda leitura do IPC-S na sexta-feira.

Entre as notícias corporativas, o destaque é a Arcelor Brasil , já que na terça-feira vence o prazo para a Comissão de Valores Mobiliários analisar o recurso da Arcelor Mittal, que reivindica que não deve elevar o valor da oferta pública de ações pela unidade brasileira .

Investidores também monitoram eventuais notícias vindas da Suíça, onde o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, participa nesta segunda e na terça de reunião do Banco de Compensações Internacionais (BIS).

A partir desta segunda-feira, a Bolsa paulista volta a funcionar das 10h às 17h.

Veja como encerraram os principais mercados na sexta-feira:

CÂMBIO

O dólar terminou a R$ 2,099, em queda de 0,38%.

BOLSA

A Bovespa encerrou em alta de 1,54%, a 44.133 pontos, depois. O volume financeiro foi de 3,04 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS

O índice de principais ADRs brasileiros subiu 1,66%, aos 22.091 pontos.

JUROS

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros, os contratos de DI encerraram com tendência mista. O DI maio de 2007 fechou em alta, a 12,58%. Já o DI janeiro de 2008 caiu a 12,05%, e o DI janeiro de 2009 recuou para 11,83%.

GLOBAL 40

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava levemente no final da tarde, para 133,75% do valor de face, oferecendo rendimento de 5,86% ao ano.

RISCO-PAÍS

No final da tarde, o risco Brasil cedia 8 pontos, para 190 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 179 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento avançava para 4,59%, ante 4,52% no final da quinta-feira.

(Reportagem adicional de Silvio Cascione e Nathalia Ferreira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host