UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

20/03/2007 - 17h53

PANORAMA2-Mercado sustenta melhora e dólar é o menor em 10 meses

Por Nathália Ferreira

SÃO PAULO, 20 de março (Reuters) - Ainda que seja cedo para considerar o fim das turbulências e preocupações com os Estados Unidos, os mercados financeiros vêm se recuperando aos poucos e fecharam a terça-feira nos melhores níveis desde o início da agitação.

O dólar registrou ligeiro recuo, suficiente para chegar ao menor nível em 10 meses, a 2,077 reais. O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo avançou mais de 1 por cento, acompanhando os mercados acionários em Nova York.

"Ainda é um pouco cedo para dizer que está tendo um retorno do investidor externo... mas pararam de sair notícias ruins do cenário externo, aliado a uma notícia bastante positiva da construção de moradias hoje", comentou o operador de uma corretora nacional.

O ritmo de construção de moradias nos EUA aumentou 9,0 por cento em fevereiro, amenizando preocupações de que os problemas com financiamentos imobiliários de alto risco possam afetar todo o setor.

Com o ambiente internacional mais positivo, o Tesouro Nacional concedeu mandato para a reabertura do bônus denominado em reais com vencimento em 2028. Fontes do mercado disseram que a captação deve ser de 750 milhões de reais.

Os investidores, no entanto, mantiveram uma dose de cautela antes da decisão do Federal Reserve sobre o juro norte-americano, na quarta-feira. A expectativa é de manutenção da taxa em 5,25 por cento e o comunicado é amplamente esperado, já que pode dar sinais sobre a política monetária nos EUA.

Veja como encerraram os principais mercados nesta terça-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,077 reais, com variação negativa de 0,05 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário foi de 3,97 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 1,46 por cento, a 44.350 pontos. O volume financeiro foi de 3,019 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros avançou 0,90 por cento, aos 22.262 pontos. O destaque ficou novamente com Braskem <BAK.N>, com alta de 4,26 por cento.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria de contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 ficou em 12,05 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 cedeu a 11,79 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 134,250 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,79 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 1 ponto, para 185 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 179 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia levemente e o rendimento caía a 4,56 por cento, ante 4,57 por cento no final da segunda-feira.

(Reportagem adicional de Silvio Cascione)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host