UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

22/03/2007 - 10h14

Liminar concedida à CVM bloqueia operações de suspeitos no "caso Ipiranga"

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO, 22 de março (Reuters) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) obteve uma decisão liminar da Justiça para bloquear as operações de dois suspeitos de terem adquirido ações das empresas do grupo Ipiranga com informações privilegiadas na última sexta-feira, antes do anúncio da compra do grupo por Petrobras, Braskem e Ultra, feito na segunda-feira.

"A liquidação da operação seria hoje (quinta-feira), tivemos que evitar que os investidores que estão sendo investigados fizessem isso", disse à Reuters o presidente da CVM, Marcelo Trindade, nesta quinta-feira, esclarecendo que apenas a operação de compra das ações da Ipiranga está bloqueada.

A liminar foi concedida pelo juiz da 1ª Vara Federal do Rio de Janeiro, Mauro Souza Marques da Costa Braga, em ação impetrada pela CVM e o Ministério Público Federal.

Entre os suspeitos de uso de informação privilegiada estariam, pelo menos, um fundo de investimento estrangeiro e uma pessoa física. Os nomes são mantidos sob sigilo de Justiça.

"Eles compraram na sexta e venderam na segunda, agora está tudo congelado", afirmou Trindade, que concederá entrevista no final da manhã para dar mais detalhes.

A CVM ainda investiga se realmente houve vazamento de informações sobre a venda do grupo Ipiranga.

Mais
Leia outras notícias em UOL Economia

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host