UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

03/04/2007 - 08h26

PANORAMA1-Investidor monitora dólar novamente abaixo de R$2,05

Por Daniela Machado

SÃO PAULO, 3 de abril (Reuters) - Sem indicadores econômicos de peso, os mercados financeiros tendem a reprisar nesta terça-feira o ritmo mais vagaroso de negócios.

O dia "morno" na segunda-feira não impediu que o dólar encerrasse mais uma vez abaixo de 2,05 reais. Para alguns analistas, a moeda norte-americana pode testar patamar abaixo de 2 reais ainda na primeira quinzena deste mês.

Na véspera, um dado mais fraco que o esperado sobre o setor manufatureiro norte-americano chegou a desanimar as principais bolsas de valores, mas o movimento foi contido.

Na Europa, os índices acionários encerraram em alta e em Nova York as bolsas dividiram-se entre estabilidade e discreto ganho.

Os investidores também acompanham as notícias sobre o setor de hipotecas imobiliárias de alto risco nos Estados Unidos. Na segunda-feira, a New Century pediu proteção contra falência.

O presidente do Federal Reserve de St. Louis, William Poole, afirmou que o impacto dos problemas no setor sobre a economia deve ser contido. Mas ponderou que isso poderia contribuir para alguma desaceleração da economia.

Nesta terça-feira sai o relatório de vendas pendentes de moradias referente a fevereiro.

Para ler a agenda do dia, clique [nN03450567]

Veja como encerraram os principais mercados na segunda-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,048 reais, com queda de 0,63 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário ficou em 2,85 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em baixa de 0,45 por cento, a 45.597 pontos. O volume financeiro foi de 3,02 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros subiu 0,46 por cento, aos 23.170 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) fechou em baixa na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 caiu para 11,97 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 recuou a 11,59 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 134,875 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,7 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 1 ponto, para 166pontos-básicos. O EMBI+ estava em 165 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, operava quase estável e o rendimento era de 4,65 por cento.

(Reportagem adicional de Nathália Ferreira e Silvio Cascione)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host