UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

09/04/2007 - 08h22

Mercados reabrem com dado forte sobre economia dos EUA

Por Daniela Machado

SÃO PAULO, 9 de abril (Reuters) - Os mercados financeiros "tiram o atraso" nesta segunda-feira e repercutem o relatório sobre o mercado de trabalho norte-americano divulgado na Sexta-Feira Santa, quando os negócios estavam fechados.

A economia dos Estados Unidos criou mais vagas que o esperado em março, devido principalmente a uma recuperação nas contratações no setor de construção.

Foram abertos 180 mil postos de trabalho no mês passado, acima da expectativa de Wall Street de 120 mil vagas. Além disso, a taxa de desemprego surpreendeu e caiu de 4,5% em fevereiro para 4,4%.

Para analistas, os dados sugerem que a maior economia do mundo está no caminho para um bem-sucedido "pouso suave".

"O relatório é consistente com a idéia de que o mercado de trabalho dos EUA continua sólido e que o crescimento econômico de nenhuma forma irá afundar a níveis de recessão", afirmou Stuart Hoffman, economista-chefe do PNC Financial Services.

O alívio com o relatório pode dar gás aos mercados brasileiros, mas o fato de terem encerrado a última semana com recordes abre espaço para que o investidor, em algum momento, realize lucros.

Na quinta-feira, o dólar caiu pelo quarto dia seguido e chegou a R$ 2,032, enquanto o principal índice da Bovespa alcançou 46.646 pontos --nível recorde de fechamento.

Nesta segunda-feira, as principais bolsas de valores da Ásia ampliaram os ganhos, na esteira dos dados sobre o mercado de trabalho norte-americano.

Veja como encerraram os principais mercados na quinta-feira:

Câmbio
O dólar terminou a R$ 2,032, com baixa de 0,10%. O volume de negócios no segmento interbancário ficou em US$ 3,5 bilhões.

Bolsa
A Bovespa encerrou em alta de 0,2%, a 46.646 pontos. O volume financeiro foi de 2,84 bilhões de reais.

ADRs brasileiros
O índice de principais ADRs brasileiros subiu 0,29%, aos 23.871 pontos.

Juros
A maioria de contratos de depósito interfinanceiro (DI) recuou na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 caiu a 11,92%, enquanto o DI janeiro de 2009 cedeu a 11,59%.

Global 40
O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, apresentava estabilidade, negociado a 135,063% do valor de face, oferecendo rendimento de 5,668% ao ano.

Risco-país
No final da tarde, o risco Brasil recuava 3 pontos, para 161 pontos-básicos. O EMBI+ também estava em 161 pontos-básicos.

Treasuries DE 10 ANOS
O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia a 4,68%, ante 4,65% no final da quarta-feira.

(Reportagem adicional de Nathália Ferreira, Denise Luna e Glenn Somerville)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host