UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

09/04/2007 - 17h42

Quadro externo ajuda risco-país cair abaixo de 160 pontos

Por Cláudia Pires

SÃO PAULO, 9 de abril (Reuters) - Embalado pelo cenário externo favorável, o mercado financeiro brasileiro teve mais um dia de recordes nesta segunda-feira, quando o risco-país chegou à marca de 154 pontos-básicos e a Bolsa da Valores de São Paulo superou 47 mil pontos durante os negócios.

O desempenho positivo deve-se, principalmente, aos fortes indicadores sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos divulgados no feriado da Sexta-Feira Santa.

O dólar <BRBY> também reagiu e fechou a 2,025 reais, com baixa de 0,34 por cento. O nível ainda é o menor desde março de 2001.

Segundo analistas, se o cenário continuar favorável, a moeda norte-americana pode cair abaixo de 2 reais ainda nesta semana.

O governo dos Estados Unidos divulgou na sexta-feira que o país gerou 180 mil empregos em março. O número, melhor que o esperado, indicou que a economia norte-americana permanece forte, apesar das dificuldades no mercado imobiliário.

O risco Brasil, calculado pelo JP Morgan e que mede a percepção dos investidores estrangeiros sobre o país, também contribuiu para a queda do dólar.

Veja como encerraram os principais mercados nesta segunda-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,025 reais, com baixa de 0,34 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário foi de 3,028 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 0,45 por cento, a 46.854 pontos, depois de atingir 47.239 pontos na máxima do dia. O volume financeiro foi de 3,12 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros avançou 1,19 por cento, aos 24.156 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) recuou na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 caiu a 11,89 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 cedeu a 11,55 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, apresentava leve baixa, negociado a 134,875 por cento do valor de face e oferecendo rendimento de 5,69 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 9 pontos, para 155 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 156 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia levemente e o rendimento caía a 4,75 por cento, ante 4,76 por cento no final da quarta-feira.

(Reportagem adicional de Silvio Cascione)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host