UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

12/04/2007 - 18h32

BOVESPA-Índice segue Wall St e tem novo recorde de fechamento

Por Cláudia Pires

SÃO PAULO, 12 de abril (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo fechou com novo recorde nesta quinta-feira, acompanhando o desempenho de Wall Street, que abriu em queda e se recuperou ao longo do dia.

O Ibovespa <.BVSP> subiu 0,87 por cento, para 47.346 pontos. O recorde anterior, de 47.174 pontos, foi atingido no fechamento de terça-feira. O volume financeiro negociado foi de 3,07 bilhões de reais.

Para Junior Hydalgo, diretor da Trust Investimentos, depois de ter ficado alerta com a ata do Fed no dia anterior, a Bovespa "acompanhou os sinais emitidos" pelo mercado de Nova York e se recuperou ao longo do pregão.

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quinta-feira depois que a MedImmune <MEDI.O> se colocou à venda, o que impulsionou as ações do setor de biotecnologia.

Dados apontando força nas vendas no varejo também diminuíram os temores sobre os gastos dos consumidores e contribuíram para a alta das bolsas.

A Bovespa abriu em queda, seguindo os mercados internacionais. Na quarta-feira, a ata da última reunião do Federal Reserve apontou que as preocupações inflacionárias não descartam um aumento do juro. No início da tarde, no entanto, o Ibovespa iniciou sua recuperação e fechou em alta.

AÇõES EM DESTAQUE

Nesta quinta-feira, essas ações do setor de telecomunicações não iniciaram o dia com bom desempenho, mas mostraram recuperação no final do pregão.

A maior alta foi das ações ordinárias da Telemar <TNLP3.SA>, que fecharam com 5,28 por cento de valorização. "Acredito que foi apenas uma recuperação do preço, já que as preferenciais vinham ganhando consideravelmente mais nos últimos dias", avaliou Hydalgo.

Uma das ações mais valorizadas do dia foi a Sadia <SDIA4.SA>, que avançaram 5,26 por cento, cotadas a 8 reais.

No dia anterior, a Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frango (Abef) divulgou que as exportaçoes de carne de frango atingiram no primeiro trimestre do ano 744,7 mil toneladas, ante 638,1 mil toneladas em igual período de 2006.

As vendas externas também aumentaram, gerando receita de 970,5 milhões de dólares contra 790,7 milhões de dólares no primeiro trimestre de 2006. A Sadia é a maior exportadora de frangos e suínos do Brasil.

As ações da Petrobras <PETR4.SA> avançaram 1,32 por cento, enquanto que os papéis da Companhia Vale do Rio Doce <VALE5.SA> subiram 1,18 por cento.

A Cosan <CSAN3.SA> registrou um ganho de 2,74 por cento, impulsionada pelas informações de que a empresa planeja investir 1,7 bilhão de dólares nos próximos quatro anos. A empresa, maior produtora de açúcar e álcool do país, pretende construir usinas fora de São Paulo, ampliar unidades existentes e fazer aquisições, disse o executivo.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host