UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

18/04/2007 - 17h53

PANORAMA2-Mercados oscilam pouco, mas giro da Bovespa é recorde

Por Daniela Machado

SÃO PAULO, 18 de abril (Reuters) - Os mercados financeiros encerraram a quarta-feira com oscilações modestas. No Brasil, o principal índice da Bovespa atingiu novo recorde durante os negócios mas fechou praticamente estável, enquanto o dólar caiu discretamente.

O quadro não foi diferente em Nova York, onde o índice Dow Jones <.DJI> também registrou nível recorde, acima de 12.800 pontos, e perdeu um pouco de força no final do pregão. O fechamento, no entanto, ainda foi o mais alto já registrado.

A fotografia final do dia mostrou Dow em alta de 0,2 por cento e o termômetro tecnológico Nasdaq <.IXIC> em baixa perto de 0,3 por cento.

A espera pela definição do juro básico impôs certa cautela aos investidores no Brasil, embora a aposta majoritária seja de mais um corte de 0,25 ponto percentual. O anúncio do Comitê de Política Monetária (Copom) será feito ainda nesta quarta-feira.

As projeções de juros caíram, sem mudar a previsão para a taxa Selic --que deve deslizar a 12,50 por cento ao ano se o 15o corte seguido tiver o tamanho esperado pela maioria dos analistas.

Na Bolsa de Valores de São Paulo pesou também o vencimento de índice futuro, que deixou os negócios mais voláteis e encorpou o giro financeiro, que atingiu recorde de 14,5 bilhões de reais.

O dólar manteve a trajetória de baixa diante das principais moedas e atingiu o menor patamar em 26 anos frente à libra esterlina, à medida que a expectativa de juro menor nos EUA contrastava com as estimativas de aperto monetário na Europa e na Ásia.

Para ver agenda de resultados, clique [nN18323466]

Veja como encerraram os principais mercados nesta quarta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar fechou cotado a 2,034 reais, com recuo de 0,10 por cento.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou com variação negativa de 0,09 por cento, a 48.709 pontos. O volume financeiro foi de 14,5 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros subiu 0,32 por cento, para 25.024 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria das projeções de juros caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). O contrato de depósito interfinanceiro (DI) julho de 2007 recuou para 12,27 por cento, enquanto o janeiro de 2008 cedeu a 11,83 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 136,000 por cento do valor de face no final da tarde e oferecia rendimento de 5,55 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil subia 1 ponto, para 155 pontos-básicos, depois de cair para a nova mínima histórica, de 151 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 162 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, avançava e o rendimento cedia para 4,65 por cento, ante 4,69 por cento no final da terça-feira.

(Reportagem adicional de Angela Bittencourt, Silvio Cascione e Juliana Siqueira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host