UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

02/05/2007 - 17h55

Bovespa segue Wall Street e abre mês em alta, dólar recua

Por Daniela Machado

SÃO PAULO, 2 de maio (Reuters) - Os ativos brasileiros iniciaram maio com ganhos, atentos ao desempenho positivo dos mercados internacionais.

O dólar caiu apesar de o Banco Central ter diversificado o horário de suas atuações, enquanto a Bovespa subiu 1%.

O fluxo favorável voltou a patrocinar a queda da moeda norte-americana. Em abril, esse fluxo superou US$ 10 bilhões e foi o maior da série histórica do BC, com início em 1982.

"É fluxo mesmo, não tem jeito. Se (o BC) não atuar muito forte, a tendência do dólar é de queda", comentou Mario Battistel, diretor de câmbio da corretora Novação.

Também no mês passado, a balança comercial registrou o maior superávit mensal do ano, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Frente às principais moedas, o dólar recuperou terreno com um volume reduzido de negócios.

Na Bolsa paulista, o dia foi de ganhos na esteira de Wall Street --que registrou alta nesta sessão e também na véspera, quando os mercados brasileiros estiveram fechados pelo feriado do Dia do Trabalho.

Ações ligadas ao segmento de consumo, como a das Lojas Renner, foram destaque de alta.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quarta-feira:

CÂMBIO
O dólar fechou a R$ 2,024, em baixa de 0,59%, apesar de o Banco Central ter feito leilão de swap cambial reverso e comprado moeda no mercado à vista num intervalo de um hora, no final da sessão. O volume de negócios no segmento interbancário foi de US$ 4,2 bilhões.

BOLSA
A Bovespa encerrou em alta de 1,05%, a 49.471 pontos. O volume financeiro foi de R$ 4,35 bilhões.

ADRs BRASILEIROS
O índice de principais ADRs brasileiros subiu 1,79%, para 25.162 pontos.

JUROS
As projeções de juros encerraram em baixa na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). O contrato de depósito interfinanceiro (DI) janeiro de 2008 cedeu a 11,56%, enquanto o janeiro de 2009 caiu para 10,89%.

GLOBAL 40
O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava levemente, para 135,8% do valor de face no final da tarde, e oferecia rendimento de 5,54% ao ano.

RISCO-PAÍS
No final da tarde, o risco Brasil recuava um ponto, a 151 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 161 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS
Os títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía ligeiramente, e o rendimento subia para 4,65%, ante 4,64% na terça-feira.

(Reportagem adicional de Angela Bittencourt, Silvio Cascione e Juliana Siqueira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host