UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

11/05/2007 - 17h31

PANORAMA2-Inflação comportada nos EUA anima mercados

Por Daniela Machado

SÃO PAULO, 11 de maio (Reuters) - A inflação sob controle nos Estados Unidos patrocinou uma recuperação dos ativos brasileiros.

Na esteira de Wall Street, a Bovespa subiu mais de 1 por cento nesta sexta-feira e o dólar foi cotado novamente abaixo de 2,02 reais. As projeções de juros na BM&F encerraram em baixa.

O governo norte-americano informou, ainda antes da abertura dos mercados, que os preços ao produtor no país avançaram 0,7 por cento em abril, mas o núcleo do índice mostrou estabilidade em relação a março.

"O fato de o núcleo ter ficado estável dá crédito à idéia de que a próxima mudança do Fed será um corte e não um aumento do juro", afirmou Bucky Hellwig, vice-presidente sênior da Morgan Asset Management, em Birmingham, Alabama.

Para o BNP Paribas Brasil, o Federal Reserve não estragou o apetite por risco no mercado.

"Enquanto a dinâmica global da inflação continua chave --observe os preços ao consumidor nos EUA na próxima semana--,o cenário para os emergentes continua positivo até agora", acrescentou o banco em relatório.

A inflação doméstica também deu bons sinais. O IPCA ficou exatamente em linha com o esperado, mostrando alta de 0,25 por cento em abril. A primeira prévia do IGP-M de maio apontou deflação de 0,19 por cento.

Veja como encerraram os principais mercados nesta sexta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar fechou a 2,019 reais, em baixa de 0,20 por cento.

BOLSA <.BVSP>

O índice Bovespa subiu 1,33 por cento, a 50.902 pontos. O volume financeiro foi de 3,5 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros avançou 1,73 por cento, a 26.098 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria das projeções de juros encerrou em queda na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). O contrato de depósito interfinanceiro (DI) janeiro de 2009 fechou a 10,75 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 caiu a 10,52 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, operava estável, a 135,7 por cento do valor de face no final da tarde e oferecia rendimento de 5,55 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 3 pontos, a 151 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 161 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia para 4,68 por cento, ante 4,64 por cento na quinta-feira.

(Reportagem adicional de Angela Bittencourt, Silvio Cascione, Juliana Siqueira e Kristina Cooke)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host