UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

14/05/2007 - 08h13

PANORAMA1-Inflação nos EUA é destaque em semana cheia

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 14 de maio (Reuters) - A semana conta com uma série de dados econômicos nos Estados Unidos, mas o principal deles --a inflação ao consumidor-- será conhecido já na terça-feira.

Analistas esperam que o índice de preços ao consumidor (IPC, na sigla em inglês) norte-americano apresente ligeira desaceleração, para 0,5 por cento em abril, depois da alta de 0,6 por cento no mês anterior. Para o núcleo do índice, a expectativa é de um discreto avanço, para 0,2 por cento, depois da alta de 0,1 por cento em março.

Na sexta-feira, o núcleo da inflação no atacado veio abaixo do esperado e atenuou preocupações com pressões inflaciónarias.

Ainda nesta terça-feira sai a estimativa inicial do Produto Interno Bruto da zona do euro, que analistas esperam que tenha desacelerado para 0,5 por cento, frente aos 0,9 por cento de alta do quarto trimestre do ano passado.

O chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, participa de dois eventos na semana, um na terça-feira (conferência sobre derivativos de crédito) e outro na quinta-feira (conferência sobre empréstimos hipotecários mais arriscados e regulamentações), mas em nenhum deles está previsto espaço para perguntas e respostas.

No Brasil, a terça-feira conta com a divulgação dos dados de varejo, referente ao mês de março, que podem dar sinais se o consumo está aquecido.

Na quarta-feira, o destaque são dados sobre o mercado imobiliário e de produção industrial nos Estados Unidos.

Enquanto isso, a agenda de resultados no Brasil inclui Pão de Açúcar <PCAR4.SA>, Embraer <EMBR3.SA> e Elebtrobrás <ELET6.SA> na segunda. Na terça-feira é a vez de Banco do Brasil <BBAS3.SA> e Arcelor Brasil <ARCE3.SA>.

Na noite de sexta-feira a Petrobras <PETR4.SA> anunciou uma queda de 38 por cento em seu lucro no primeiro trimestre [ID:nN11142499].

Para ler a agenda do dia, clique [nN14198326]

Para ver agenda de resultados, clique [nN10477436]

Veja como encerraram os principais mercados na sexta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar fechou a 2,019 reais, em baixa de 0,20 por cento.

BOLSA <.BVSP>

O índice Bovespa subiu 1,33 por cento, a 50.902 pontos. O volume financeiro foi de 3,5 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros avançou 1,73 por cento, a 26.098 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria das projeções de juros encerrou em queda na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). O contrato de depósito interfinanceiro (DI) janeiro de 2009 fechou a 10,75 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 caiu a 10,52 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, operava estável, a 135,7 por cento do valor de face no final da tarde e oferecia rendimento de 5,55 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 3 pontos, a 151 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 161 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia para 4,68 por cento, ante 4,64 por cento na quinta-feira.

(Reportagem adicional de Angela Bittencourt e Silvio Cascione)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host