UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

14/05/2007 - 17h29

PANORAMA2-Semana começa com nova mínima do dólar em 6 anos

Por Nathália Ferreira

SÃO PAULO, 14 de maio (Reuters) - A combinação de uma atuação mais fraca do Banco Central no mercado, ingressos de recursos e agenda econômica vazia fez o dólar fechar na menor cotação em 6 anos nesta segunda-feira, a 2,009 reais.

O que segurava uma queda mais brusca da moeda norte-americana nas últimas semanas era a presença firme do BC. Mas nesta sessão, a autoridade monetária aceitou duas propostas no leilão de compra de dólar, segundo operadores, e novamente deixou de realizar leilão de swap cambial reverso.

"Na verdade, o fluxo está muito intenso, está uma situação bem específica de que os dados não só da economia local, como da economia norte-americana... são positivos", comentou Vanderlei Arruda, gerente de câmbio da corretora Souza Barros.

"E deu para perceber que na sexta o BC já não entrou com todo aquele apetite e hoje, pelo que a gente pôde perceber, entrou no mercado à vista com o que já era esperado, (ou seja) nada muito expressivo", acrescentou.

Já no mercado acionário, o dia foi negativo e a Bolsa de Valores de São Paulo fechou em queda, pressionada pelo recuo nas ações da Companhia Vale do Rio Doce <VALE5.SA>.

A blue chip acompanhou o fraco desempenho das rivais Rio Tinto <RIO.L> e BHP <BLT.L> no mercado internacional, como reflexo da forte queda nos preços de cobre e níquel.

Investidores também aproveitaram para realizar lucros depois dos recordes recentes, um dia antes da divulgação do Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês), nos Estados Unidos.

No mercado de câmbio, analistas acreditam que os investidores podem testar a barreira psicológica dos 2 reais caso o número de inflação norte-americana venha dentro das expectativas.

Veja como encerraram os principais mercados nesta segunda-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 2,009 reais, com baixa de 0,50 por cento.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em queda de 0,77 por cento, a 50.510 pontos. O volume financeiro foi de 2,85 bilhões de reais.

Os negócios na Bovespa foram afetados na abertura por problemas técnicos no sistema da bolsa, e restabelecidos por volta das 11h.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros declinou 0,76 por cento, aos 25.899 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria de contratos de depósito interfinanceiro (DI) recuou na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 caiu a 11,46 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 cedeu a 10,73 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 135,5 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 5,57 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 1 ponto, para 151 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 162 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia a 4,7 por cento.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host