UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

18/05/2007 - 17h46

PANORAMA2-Bovespa supera 52 mil pontos e dólar tem leve ajuste

Por Nathália Ferreira

SÃO PAULO, 18 de maio (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo coroou uma semana de otimismo nos mercados brasileiros com novo recorde nesta sexta-feira. O dólar subiu por ajustes, mas acumulou queda de 2,9 por cento na semana.

O principal índice da Bovespa fechou acima de 52 mil pontos pela primeira vez, influenciada pelo bom desempenho em Wall Street e com destaque para ações do setor bancário. O índice Dow Jones <.DJI> e as bolsas do Chile <.IPSA> e do México <.MXX> também encerraram em nível recorde.

Na véspera, alguns bancos tiveram sua classificação elevada para grau de investimento pela Standard & Poor's. A nota atribuída à dívida de longo prazo do Brasil em moeda estrangeira ficou a um passo dessa classificação, reforçando a expectativa de continuidade dos investimentos no país.

Com o cenário de fortes ingressos de recursos, o dólar caiu de forma acentuada nos últimos dias depois de ter rompido a barreira de 2 reais.

Nesta sexta-feira, tesourarias bancárias aproveitaram para fazer ajustes nas posições vendidas. Mas analistas reiteraram que o caminho da moeda norte-americana é para baixo.

"A tendência do dólar de depreciação não é passageira, é decorrência direta de um fenômeno internacional que tem beneficiado o Brasil com saldos elevados de balança comercial", afirmou Joel Bogdanski, economista do banco Itaú.

"Você gera um fluxo (de entrada) do lado comercial que não tem demanda para compra do lado financeiro. Tem muito mais dólar do que gente querendo comprar."

Os mercados também monitoraram a decisão da China de ampliar a banda de flutuação do iuan frente ao dólar e elevar taxas de juro, em mais uma tentativa para conter o forte crescimento do país.

Veja como encerraram os principais mercados nesta sexta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,961 real, com baixa de 0,46 por cento.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 0,86 por cento, a 52.077 pontos. O volume financeiro foi de 3,78 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros avançou 1,37 por cento, aos 27.556 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) fechou em alta na Bolsa de Mercadorias & Futuros, depois da queda na maior parte da semana. O DI janeiro de 2008 caiu levemente, para 11,32 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 subiu para 10,54 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava para 135,125 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 5,61 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 3 pontos, para 145 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 155 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía e o rendimento avançava para 4,80 por cento, ante 4,76 por cento no final da quinta-feira.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host