UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

25/05/2007 - 17h44

PANORAMA2-Após 3 sessões de ajuste, mercados recuperam terreno

Por Nathália Ferreira

SÃO PAULO, 25 de maio (Reuters) - A última sessão da semana foi positiva para os ativos brasileiros, depois de três dias de ajuste. A Bolsa de Valores de São Paulo subiu mais de 2 por cento nesta sexta-feira, enquanto o dólar caiu quase 1 por cento.

Um movimento amplo de realizações de lucros derrubou os mercados acionários entre terça e quinta-feiras e fez o dólar subir de 1,94 realpara 1,97 real, após comentários do ex-chairman do Federal Reserve Alan Greenspan demonstrando preocupações com uma "bolha" na bolsa chinesa.

Mas os investidores voltaram às compras de ações nesta sessão, em meio ao otimismo com notícias de fusões e aquisições nos Estados Unidos. O dólar retomou a trajetória de queda sobre o real, enquanto exportadores aproveitaram a alta recente para vender a moeda a um preço melhor.

"O que a gente estava percebendo é que foram alguns momentos de realização (de lucro) e que hoje voltou a uma 'certa normalidade'", comentou Francisco Gimenez Neto, diretor de operações da corretora de câmbio NGO.

Nem mesmo o feriado nos Estados Unidos na segunda-feira fez os investidores ficarem cautelosos nesta sessão.

Ainda assim, a melhora neste pregão não foi suficiente para que a Bovespa acumulasse ganho na semana e voltasse para o patamar de 52 mil pontos.

Veja como encerraram os principais mercados nesta sexta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,952 real, com queda de 0,91 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário foi de 4,64 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou com ganho de 2,15 por cento, a 51.617 pontos. O volume financeiro foi de 2,9 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros avançou 2,69 por cento, aos 27.290 pontos. O destaque ficou com Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) <SID.N>, que subiu 4,7 por cento.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria de contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 cedeu para 11,36 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 chegou a 10,63 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 134,375 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,7 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 3 pontos, para 140 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 152 pontos-básicos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia a 4,86 por cento, ante 4,84 por cento no final da quinta-feira.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host