UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

29/05/2007 - 08h35

PANORAMA1-Agenda esquenta lá fora; disputa pelo ABN em foco

Por Daniela Machado

SÃO PAULO, 29 de maio (Reuters) - Os negócios esquentam nesta terça-feira, com a abertura do mercado financeiro nos Estados Unidos e em boa parte da Europa após a celebração de feriados locais.

O trio de bancos liderado pelo Royal Bank of Scotland <RBS.L> formalizou sua oferta de aquisição do banco holandês ABN Amro <AAH.AS>, o que deve ser acompanhado de perto pelos investidores.

Em abril, o ABN aceitou uma proposta de compra de todas as suas ações feita pelo britânico Barclays <BARC.L> por cerca de 64 bilhões de euros (86 bilhões de dólares), mas o consórcio de bancos liderado pelo RBS esboçou uma oferta maior pelo grupo holandês.

Nesta terça-feira, o consórcio formalizou sua oferta, no valor de 71,1 bilhões de euros (95,7 bilhões de dólares). A proposta equivale a 38,40 euros por cada ação do ABN --30,40 euros em dinheiro e 0,844 novas ações do Royal Bank of Scotland.

O consórcio, entretanto, reforçou que sua oferta está condicionada à compra do braço do ABN nos Estados Unidos, o banco LaSalle.

No Brasil, a agenda econômica segue esvaziada e a greve de funcionários do Banco Central adiou o anúncio de mais um relatório, o de operações de crédito e spread bancário referente a abril.

Mas o anúncio da compra da norte-americana Swift Foods pelo grupo JBS-Friboi, por 1,4 bilhão de dólares, ganhará destaque nesta terça-feira. [ID:nN29300804]

Nos EUA sai o índice de confiança do consumidor em maio --apenas um aperitivo para investidores famintos por dados do mercado de trabalho e de crescimento na maior economia do mundo, que serão divulgados mais para o fim da semana.

Economistas ouvidos pela Reuters esperam que a confiança do consumidor, medida pelo Conference Board, tenha subido de 104,0 em abril para 105,0 por conta do "efeito riqueza" gerado pelo rali do mercado acionário.

"Esta semana reserva munição mais do que suficiente para assegurar um ambiente de elevada volatilidade nos mercados internacionais", citou a SulAmérica Investimentos em relatório.

"Boa parte terá origem na economia norte-americana, que contará com a divulgação de importantes indicadores de atividade e inflação", além da ata da última reunião do Federal Reserve sobre juro e de nova leitura do PIB do primeiro trimestre.

Para ler a agenda do dia, clique [nN29270481]

Veja como encerraram os principais mercados na segunda-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,943 reais, com baixa de 0,46 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário ficou em 2,2 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 0,97 por cento, a 52.119 pontos. O volume financeiro foi de quase 1,6 bilhões de reais.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria de contratos de depósito interfinanceiro (DI) recuou na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 caiu a 11,35 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 cedeu para 10,61 por cento.

(Reportagem adicional de Nathália Ferreira e Silvio Cascione)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host