UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

07/06/2007 - 20h03

Mercados latino-americanos exibem forte queda

Por Walter Brandimarte

NOVA YORK, 7 de junho (Reuters) - Os mercados financeiros latino-americanos registraram quedas acentuadas nesta quinta-feira, à medida que preocupações com inflação geraram vendas nas bolsas norte-americanas e nos títulos do Tesouro dos Estados Unidos, levando o rendimento dos Treasuries para acima de 5 por cento, o que reduzia a atratividade de mercados mais arriscados.

Com os mercados brasileiros fechados por conta do feriado, as bolsas argentina e chilena sofreram as maiores baixas, com recuos de cerca de 2 por cento cada, enquanto o peso colombiano exibiu a maior queda em mais de três meses.

"A alta do rendimento (dos Treasuries) nos Estados Unidos está afetando todo mundo", disse Juan Jose Resendiz, analista de renda variável da corretora Arka, na cidade do México.

O rendimento do título de 10 anos <US10YT=RR> encerrou em 5,14 por cento, acima do nível técnico de 5 por cento pela primeira vez desde julho, reduzindo a atratividade de ativos de mercados emergentes, que pagam altos retornos.

O índice do mercado acionário argentino MerVal <.MERV> caiu 2,14 por cento, quarta sessão seguida de perdas, mas o peso argentino <ARSB=> permaneceu praticamente estável no mercado informal, a 3,097 por dólar, devido a controles do governo.

O índice chileno de ações IGPA <.IGPA> exibiu baixa de 1,41 por cento, enquanto o indicador de blue chips IPSA <.IPSA> recuou 1,81 por cento. O peso chileno <CHILJ><CLP=CL> caiu 0,17 por cento, para 528,00/525,30 por dólar.

Já o índice de papéis mexicanos IPC <.MXX> perdeu 1,57 por cento, e o peso <MXN=><MEX01> cedeu 0,57 por cento, para encerrar a 10,93 por dólar.

O peso colombiano <COP=RR> ficou com o pior desempenho entre as moedas latino-americanas, com queda de 1,5 por cento, para 1.916,5 por dólar, maior perda desde 30 de março. O índice acionário IGBC <.IGBC> perdeu 0,39 por cento.

Enquanto isso, o índice do mercado acionário peruano <.IGRA> cedeu 0,85 por cento, afetado ainda pela queda dos preços de metais.

(Reportagem adicional de Jason Lange, na cidade do México)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host