UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

11/06/2007 - 17h52

Dólar cai apesar de BC e Bovespa supera fraqueza de NY

Por Daniela Machado

SÃO PAULO, 11 de junho (Reuters) - A Bovespa manteve o pique nesta segunda-feira, apesar do pouco vigor das bolsas de valores norte-americanas, enquanto o dólar "relevou" as regras mais apertadas de exposição cambial e caiu quase 1 por cento.

Analistas comentaram que a tendência de queda da moeda norte-americana persiste e que os efeitos das mudanças anunciadas pelo Banco Central serão limitados.

"Não acredito que tenha muita gente precisando zerar (posição). Com certeza não é algo que mude tendência. Gera um ajuste no curto prazo, mas que não se sustenta", avaliou o economista-chefe da Fator Corretora, Vladimir Caramaschi.

Segundo ele, muitos bancos não operavam no limite de exposição cambial --que agora caiu de 60 para 30 por cento do patrimônio de referência.

Os dados mais recentes do BC são de abril, defasados devido à greve de funcionários da autarquia, e mostram que os bancos mantinham posição vendida em dólar de 7,5 bilhões de dólares.

Analistas também comentaram que o mercado segue atento ao cenário externo, preocupados com a inflação e a possibilidade de juros maiores nas principais economias.

O rendimento dos Treasuries, que assustou na semana passada, continuou em alta nesta sessão mas não voltou ao pico alcançado na sexta-feira --de 5,25 por cento, no caso dos papéis de 10 anos.

Veja como encerraram os principais mercados nesta segundo-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,941 real, com queda de 0,97 por cento.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa subiu 0,85 por cento, a 52.776 pontos. O volume financeiro foi de 3,6 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros avançou 1,60 por cento, para 27.897 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 fechou a 11,21 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 foi a 10,50 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 131,06 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,11 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil avançava 1 ponto, para 146 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 158 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI>, referência da bolsa de Nova York, fechou estável, a 13.424 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq <.IXIC>, teve variação negativa de 0,05 por cento, para 2.572 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia a 5,16 por cento, ante 5,11 por cento no final da sexta-feira.

(Reportagem adicional de Nathália Ferreira e Juliana Siqueira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host