UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

15/06/2007 - 17h39

PANORAMA2-Dados dos EUA coroam semana de ganhos em ativos locais

Por Nathália Ferreira

SÃO PAULO, 15 de junho (Reuters) - Os dados comportados de inflação dos Estados Unidos garantiram uma semana de ganhos para os ativos brasileiros, ao amenizar as preocupações de um aumento do juro pelo Federal Reserve.

Nos últimos dias, esse receio abateu os mercados globais e provocou perdas na Bolsa de Valores de São Paulo e alta do dólar. Nesta sexta-feira, o alívio com os índices de preços levou o principal índice da Bovespa a novo recorde, acima de 54 mil pontos.

O índice de preços ao consumidor dos EUA (CPI, na sigla em inglês) subiu 0,7 por cento em maio, enquanto o núcleo avançou apenas 0,1 por cento. Na quinta-feira, o dado de preços no atacado já tinha sinalizado inflação sob controle.

Sem o temor de uma alta do juro norte-americano no horizonte, os investidores retomaram as apostas em países emergentes.

"O dado de inflação lá fora deu um ânimo muito grande, alavancou o mercado", afirmou Vanderlei Arruda, gerente de câmbio da corretora Souza Barros.

O dólar acumulou na semana baixa de 2,45 por cento, enquanto o Ibovespa teve valorização de mais de 4 por cento.

As bolsas norte-americanas fecharam em alta nesta sexta-feira e o rendimento dos Treasuries de 10 anos voltou para cerca de 5,15 por cento, após ter superado 5,3 por cento na semana.

Outros relatórios dos EUA divulgados nesta manhã mostraram produção industrial estável em maio, ingresso líquido de capital de 111,8 bilhões de dólares em abril e enfraquecimento na confiança do consumidor em junho.

Veja como encerraram os principais mercados nesta sexta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,912 reais, em baixa de 0,83 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário foi de 3,4 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 1,5 por cento, a 54.518 pontos. O volume financeiro foi de 4,8 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros avançou 2,43 por cento, aos 29.530 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) recuou na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009, o mais negociado, caiu para 10,47 por cento ao ano.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 131,5 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,05 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 2 pontos, para 146 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 156 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI>, referência da bolsa de Nova York, subiu 0,63 por cento, para 13.639 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq <.IXIC> avançou 1,05 por cento, a 2.626 pontos. O Standard & Poor's 500 <.SPX> teve valorização de 0,65 por cento, a 1.532 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuperava-se e o rendimento caía a 5,15 por cento no final da tarde, ante 5,23 por cento na quinta-feira.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host