UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

22/06/2007 - 08h34

PANORAMA1-IPCA-15 e índice Ifo são destaques do dia

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 22 de junho (Reuters) - A agenda desta sexta-feira é fraca, com IPCA-15 no Brasil e o índice Ifo de confiança do empresário alemão, entre os destaques.

O mercado deve aproveitar o dia para tomar fôlego para a última semana de junho, que conta com reunião do Federal Reserve e dados sobre o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos.

Há também grande expectativa pela definição da meta de inflação brasileira de 2009 e pelo relatório trimestral de inflação do Banco Central.

E como se não bastasse a agenda cheia, é também a semana que encerra o primeiro semestre, quando muitos gestores aproveitam para fazer ajustes em suas carteiras.

Mas enquanto a semana que vem não chega, investidores continuam atentos às noticias sobre o mercado de crédito imobiliário e no rendimento dos Treasuries norte-americanos, em especial o de 10 anos <US10YT=RR>, referência do mercado, que estava em 5,19 por cento no fim da quinta-feira.

A taxa sofreu forte rali em junho, pulando de 4,9 por cento para o pico de 5,33 por cento, maior nível em mais de 5 anos, na semana passada.

Entre as explicações para esse aumento está a incerteza do mercado em relação aos juros no mundo. Até bem pouco tempo, a aposta era de queda do juro norte-americano em 2007, mas no último mês a expectativa de que a taxa seja mantida em 5,25 por cento até o fim do ano ganhou força.

No front corporativo, a Arcelor Brasil <ARCE3.SA> informou que os acionistas que ainda não venderam seus papéis podem fazê-lo em mercado não organizado até o dia 4 de setembro, ao preço de 53,89 reais corrigido pela TR.

Para ler a agenda do dia, clique [nN22401805]

Veja como encerraram os principais mercados na quinta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,917 real, com declínio de 0,57 por cento. O volume de negócios no segmento interbancário ficou em 3,24 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

A Bovespa encerrou em alta de 1,16 por cento, a 54.656 pontos. O volume financeiro foi de 4,54 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros subiu 1,84 por cento, aos 29.464 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) encerraram sem direção comum na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2008 recuou para 11,18 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 subiu para 10,42 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, cedia para 131,125 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,09 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil recuava 2 pontos, para 141 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 151 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI>, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,42 por cento, para 13.545 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq <.IXIC>, subiu 0,65 por cento, para 2.616 pontos. O índice Standard & Poor's 500 <.SPX> teve valorização de 0,62 por cento, para 1.522 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía e o rendimento avançava a 5,2 por cento, ante 5,14 por cento na quarta-feira.

(Reportagem adicional de Vanessa Stelzer)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host