UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

25/06/2007 - 17h29

PANORAMA2-Bolsas nos EUA ditam alta do dólar e queda da Bovespa

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 25 de junho (Reuters) - As bolsas de valores norte-americanas voltaram a ditar o ritmo dos mercados brasileiros e, em sessão volátil, determinaram a alta do dólar e a queda da Bovespa nesta segunda-feira.

O mercado acionário dos Estados Unidos foi novamente abalado pelas preocupações com o setor de crédito imobiliário de risco, que já haviam pesado sobre as ações na última sessão, e voltou a fechar em queda nesta segunda-feira.

"Ainda há muita preocupação com uma contaminação do mercado de crédito imobiliário de risco", disse Michael James, operador de ações da Wedbush Morgan Securities, em Los Angeles. "As ações de corretoras, com a exceção do Morgan Stanley, ficaram muito fracas durante todo o dia".

A recuperação do petróleo, que fechou em leve alta após cair durante boa parte do dia, também exerceu influência negativa sobre os investidores.

Mais cedo, entretanto, as bolsas de valores chegaram a subir em reação à queda no rendimento dos títulos do Tesouro norte-americano. Isso ocorreu porque os investidores receosos com os problemas em fundos de hedge e com o setor imobiliário buscavam papéis mais seguros para aplicar.

Dados sobre a venda de moradias usadas, que caíram 0,3 por cento em maio, também colaboraram para a queda no rendimento dos Treasuries.

A alta momentânea nas bolsas repercutiu no mercado brasileiro, que chegou a assistir à queda do dólar e à alta da Bovespa no meio das sessões.

Veja como encerraram os principais mercados nesta segunda-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,951 real, em alta de 0,41 por cento.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa recuou 0,42 por cento, a 54.041 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 3,8 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 1,31 por cento, aos 28.486 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) subiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2010 avançou a 10,79 por cento, enquanto o DI janeiro de 2009 subiu a 10,82 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 131.125 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,09 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil operava a 153 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 165 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> caiu 0,06 por cento, para 13.352 pontos. O Nasdaq <.IXIC> baixou 0,46 por cento, a 2.577 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, avançava e o rendimento declinava a 5,09 por cento no final da tarde, ante 5,14 por cento na véspera.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira e Nathália Ferreira)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host