UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

13/07/2007 - 17h27

PANORAMA2-Mercados mantêm ritmo e encerram semana com recordes

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 13 de julho (Reuters) - A sexta-feira 13 pareceu ameaçar os mercados no início do dia, com desempenho fraco das ações após dados sobre a economia norte-americana. Wall Street e a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), porém, tiveram novos recordes em uma sessão cuja estrela no Brasil foi a Redecard, dona do maior IPO da história da bolsa paulista.

A empresa responsável pela captura e transmissão de transações de cartões de crédito <RDCD3.SA> movimentou mais de 1,67 bilhão de reais no primeiro dia de negociações em bolsa, com alta de pouco mais de 24 por cento.

A oferta pública de ações da Redecard é o destaque de um mês repleto de estréias na Bovespa. Esse tipo de operação, inclusive, tem sido um dos responsáveis pela longa trajetória de queda do dólar, já que exerce grande atração sobre os investidores estrangeiros.

Nesta sessão, a moeda norte-americana caiu mais 0,59 por cento e completou a maior sequência de baixas do ano, com seis quedas consecutivas. Além disso, nesta semana o dólar tem fechado nos menores níveis desde outubro de 2000.

Já o mercado acionário em Nova York ganhou fôlego para ampliar os recordes com a divulgação de que a confiança dos consumidores norte-americanos se recuperou no começo de julho.

A ampliação do plano de recompra de ações da General Electric <GE.N> também sustentou o ânimo dos investidores.

As notícias positivas ofuscaram a preocupação dos investidores, no começo da sessão, com a queda das vendas do varejo e com a alta dos preços de importados.

Veja como encerraram os principais mercados nesta sexta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,863 real, em baixa de 0,59 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 1,9 bilhão de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa teve ligeira alta de 0,05 por cento, a 57.644 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 7,5 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros subiu 0,43 por cento, aos 31.889 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009 foi a 10,57 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 encerrou também em 10,57 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 131,188 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,06 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil avançava 1 ponto, para 152 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 166 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> subiu 0,33 por cento, para 13.907 pontos. O Nasdaq <.IXIC> avançou 0,20 por cento, a 2.707 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> teve alta de 0,31 por cento, para 1.552 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento caía a 5,10 por cento no final da tarde.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira e Angela Bittencourt)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host