UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

18/07/2007 - 08h32

PANORAMA1-Depoimento de Bernanke e Copom norteiam mercado

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 18 de julho (Reuters) - Quarta-feira é o dia mais importante da semana. Investidores começam a sessão com dados de inflação no Brasil (IGP-10 e IPC-Fipe) e o relatório de preços ao consumidor nos Estados Unidos.

Analistas consultados pela Reuters esperam que o número cheio da inflação ao consumidor norte-americana tenha avançado 0,1 por cento e o núcleo 0,2 por cento na comparação mês a mês. Na comparação anual, a expectativa é que o núcleo cheio suba 2,6 por cento e o núcleo avance 2,2 por cento --ambos ainda acima da zona da conforto do Federal Reserve.

E dada a atual preocupação do mercado com o mercado imobiliário, os dados de início de construção e alvarás também serão monitorados. O temor de investidores é que os problemas do setor acabem respingando na economia.

Às 11h começa o depoimento semestral do chairman do Fed, Ben Bernanke, no Congresso, onde ele atualizará as previsões do banco central sobre crescimento, inflação e desemprego. Analistas acham que Bernanke vai continuar enfatizando sua preocupação com inflação [ID:nN16323070].

As notícias dos Estados Unidos devem definir o rumo dos negócios, mas no Brasil a expectativa pela reunião do Comitê de Política Monetária também vai influenciar o pregão. É consenso que a BC corte o juro em 0,5 ponto, para 11,5 por cento ao ano.

O que o mercado vai querer ver é se haverá divisão entre os membros do Copom e se o comunicado vem com um tom mais duro.

Outro dado que será acompanhado de perto será o crescimento da China no segundo trimestre, mas que só sai às 23h (horário de Brasília). Na semana passada o país revisou para cima o crescimento de 2006 para 11,1 por cento, maior expansão em 12 anos.

Enquanto isso, nos Estados Unidos a agenda de resultados permanece intensa. Na noite de terça-feira, Intel <INTC.O> anunciou alta do lucro, mas Yahoo <YHOO.O> divulgou queda do ganho. As ações de ambas caíram no pregão eletrônico.

Os balanços desta quarta-feira incluem eBay <EBAy.O>, IBM <IBM.N>, JP Morgan <JPM.N> e Pfizer <PFE.N>.

Para ler a agenda do dia, clique [nN17211881]

Para ver agenda de resultados do país, clique [nN17361240]

Veja como encerraram os principais mercados na terça-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,861 real, em baixa de 0,53 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 4,58 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa subiu 0,5 por cento, a 57.659 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 4,5 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em alta de 0,67 por cento, aos 31.798 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009 foi a 10,58 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 encerrou a 10,59 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 131,313 cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,04 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil operava estável a 158 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 170 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> subiu 0,15 por cento, para 13.971 pontos. O Nasdaq <.IXIC> avançou 0,55 por cento, a 2.712 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> caiu 0,01 por cento, para 1.549 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia a 5,07 por cento no final da tarde.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host