UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

23/07/2007 - 08h44

PANORAMA1-PIB dos EUA e ata do Copom são ponto alto da semana

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 23 de julho (Reuters) - A semana é um pouco mais tranquila que a última em volume de dados econômicos, mas nada indica que a volatilidade vai diminuir. Os eventos mais importantes são a divulgação do crescimento norte-americano no segundo trimestre e a ata do Comitê de Política Monetária (Copom).

A previsão de analistas é de que a expansão nos Estados Unidos tenha acelerado para 3,2 por cento. Dados de moradia também serão acompanhados de perto devido às contínuas preocupações com o crédito imobiliário de risco.

No Brasil, investidores querem ver na quinta-feira mais detalhes sobre a decisão dividida do Banco Central em relação ao juro básico, para tentar definir o tamanho do próximo corte. Dados de inflação divulgados ao longo dos próximos dias vão ajudar nessas projeções.

"Em geral, devemos esperar a continuidade da desaceleração das taxas da Fipe e do IPC-S e inflação estável e baixa dos IGPs e do IPCA", comentou o economista Adriano Lopes, do Unibanco, em relatório

A temporada de balanços continua. Entre os destaque nos EUA estão Amazon, Texas Instruments, Apple e Ford. No Brasil saem resultados como os de TIM <TCSL4.SA>, Natura <NATU3.SA> e Sadia <SDIA4.SA>.

A Telemar Participações anunciou na noite de sexta-feira o adiamento do leilão de compra da totalidade das ações preferenciais da Tele Norte Leste <TNLP4.SA> para 14 de agosto. A operação envolvendo as ações preferenciais da Telemar Norte Leste <TMAR5.SA> continua marcado para esta terça-feira.

Para ler a agenda do dia, clique [nN20298923]

Veja como encerraram os principais mercados na sexta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,858 real, em alta de 0,16 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 2,8 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa teve desvalorização de 1,17 por cento, para 57,442 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de xx bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 1,52 por cento, aos 31.597 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) subiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009 foi a 10,73 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 encerrou a 10,76 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava para 131.125 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,06 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil subia 8 pontos, para 168 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 183 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> baixou 1,07 por cento, para 13.851 pontos. O Nasdaq <.IXIC> caiu 1,19 por cento, a 2.687 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> declinou 1,22 por cento, para 1.534 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento caía a 4,95 por cento no final da tarde.

(Reportagem adicional de Silvio Cascione e Angela Bittencourt)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host