UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

31/07/2007 - 18h12

PANORAMA2-Tensão em NY faz mercado local interromper recuperação

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 31 de julho (Reuters) - A preocupação com o setor de crédito nos Estados Unidos voltou a assombrar os mercados nesta terça-feira. O clima ruim afetou os negócios no Brasil, com queda na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e alta do dólar.

A bolsa paulista chegou a apresentar certa resistência na última sessão de julho, mas não conseguiu se manter acima de 55 mil pontos e acabou encerrando o mês com baixa acumulada de 0,39 por cento após quatro meses seguidos de ganhos.

Já o dólar, mesmo com a alta nesta sessão, fechou o mês com queda de 2,44 por cento graças ao comportamento das primeiras semanas de julho.

O clima ruim em Wall Street ofuscou dados melhores que o esperado sobre a confiança dos consumidores norte-americanos e a inflação. O núcleo do índice de gastos pessoais nos Estados Unidos (PCE), indicador de inflação preferido do Federal Reserve, subiu apenas 0,1 por cento em junho.

Do lado negativo, a American Home Mortgage Investment <AHM.N>, do setor de hipotecas, informou que está incapacitada de tomar empréstimos por meio de suas linhas bancárias e que procura maneiras de levantar dinheiro, incluindo a "liquidação ordenada de seus ativos".

A sessão também contou com recordes no mercado de petróleo. Os futuros da commodity negociados em Nova York tiveram o maior fechamento da história, a 78,21 dólares por barril. A alta ocorreu pela expectativa de uma redução nos estoques de petróleo dos EUA, nos dados a ser divulgados na quarta-feira.

Veja como encerraram os principais mercados nesta terça-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,883 real, em alta de 0,32 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 6,9 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa caiu 0,71 por cento, a 54.182 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,06 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em queda de 0,76 por cento, aos 29.489 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) subiu na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009 avançou a 10,93 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 fechou a 11,03 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava para 128,69 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,38 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

No final da tarde, o risco Brasil subia 4 pontos, para 212 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 223 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> caiu 1,10 por cento, para 13.211 pontos. O Nasdaq <.IXIC> perdeu 1,43 por cento, a 2.546 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> recuou 1,26 por cento, para 1.455 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subia e o rendimento caía a 4,74 por cento no final da tarde ante 4,81 por cento na segunda-feira.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira e Angela Bittencourt)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host