UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

01/08/2007 - 18h10

PANORAMA2-Volatilidade ganha força e agita mercados

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 1o de agosto (Reuters) - A volatilidade aumentou nesta quarta-feira, em mais uma sessão marcada pela preocupação com o setor de crédito nos Estados Unidos. Wall Street registrou forte alta no fim do dia, mas no Brasil investidores preferiram ser mais cautelosos: a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou estável e o dólar em alta.

A taxa de câmbio chegou a cair, influenciada pela oferta de dólares trazidos por exportadores, mas a tensão externa foi decisiva e determinou o avanço da moeda norte-americana pelo segundo dia consecutivo.

No mercado acionário, a bolsa paulista passou por muito sobe-e-desce, acompanhando Wall Street. Na cola do mercado norte-americano, que subiu nos últimos minutos do pregão, a Bovespa conseguiu se recuperar, após cair durante toda a sessão.

Entre as novidades desta quarta-feira, o Bear Stearns <BSC.N> suspendeu os resgates de um hedge fund e as ações da construtora Beazer Homes <BZH.N> caíram quase 20 por cento em meio a rumores, negados pela empresa, de que ela poderia estar perto da falência.

No fim do dia, com os mercados já fechados, o Fundo Monetário Internacional disse que a economia dos Estados Unidos deve ter um pouso suave, mas enfrenta riscos por conta da desaceleração do setor imobiliário.

Os ativos foram influenciados ainda pela queda de 2 dólares do barril do petróleo negociado em Nova York, que pressiou ações de petrolíferas.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quarta-feira:

CÂMBIO <BRBY>

O dólar terminou a 1,893 real, em alta de 0,53 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 2,145 bilhões de dólares.

BOLSA <.BVSP>

O Ibovespa teve oscilação positiva de 0,09 por cento, a 54.233 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS <.BR20>

O índice de principais ADRs brasileiros fechou com oscilação negativa de 0,09 por cento, a por cento, aos 29.461 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os juros subiram pelo segundo dia seguido na na Bolsa de Mercadorias & Futuros. O DI janeiro de 2009 subiu a 11,03 a por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 foi a 11,17 por cento.

GLOBAL 40 <BRAGLB40=RR>

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 129,875 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 6,22 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

O risco Brasil caía 8 pontos, para 200 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 216 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones <.DJI> subiu 1,14 por cento, para 13.362 pontos. O Nasdaq <.IXIC> avançou 0,30 por cento, a 2.553 pontos. O índice S&P 500 <.SPX> teve alta de 0,72 por cento, para 1.465 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS <US10YT=RR>

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caiu e o rendimento subiu a 4,78 por cento no final da tarde, frente aos 4,73 por cento de terça-feira.

(Reportagem adicional de Juliana Siqueira e Angela Bittencourt)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host